segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Morcela

Recebi um email de uma leitora do blog pergntando sobre a morcela. Resolvi então publicar algo sobre o assunto, já que muita gente não conhece!

Morcela é um enchido feito com uma combinação de carne de porco (aparas de entremeada, língua e coração), sangue e arroz (em alguns casos) condimentada com alho, louro, cravinho, cominhos e cebola. Após o enchimento sofre um processamento térmico (cozedura), sendo arrefecida rapidamente e posteriormente colocada na área de secagem.

Na região Norte são características: a morcela de lombo (feita a partir de tripa de porco recheada com um preparado de lombo de porco cozido e picado, pão ralado, amêndoas pisadas, açúcar com água, canela e banha) e a morcela de sangue (feita como a anterior mas, em substituição do lombo de porco, leva sangue de porco cozido e ralado).

Em Portugal é um prato típico, sendo possível encontrá-lo em diversas regiões. A morcela confeccionada na região da Guarda é reconhecida como tendo grande qualidade, assim como as dos Açores e de Portalegre. Inclui pedaços de carne entremeada, ligados com sangue de porco, que lhe conferem uma cor escura. É temperada com diversas especiarias, contando-se entre elas os cominhos e o cravinho, que emprestam uma grande intensidade ao seu sabor. Pode ser servida assada, cozida ou fria. É frequentemente utilizada como complemento ao cozido à portuguesa, às fava com chouriço e à feijoada.

Os produtos tradicionais portugueses são produtos únicos que têm origem na região que lhes dá o nome e que têm uma forte ligação com essa mesma região, de tal forma que é possível demonstrar que a qualidade do produto é influenciada pelas raças animais, solo, vegetação, clima e tecnologia de fabrico.

A produção de alimentos tradicionais, tanto de forma “caseira” como a um nível mais industrial, deverá ser enquadrada segundo as exigências atuais de higiene/salubridade, numa perspectiva de proteção do consumidor. Este, não só valoriza as propriedades organolépticas e nutricionais dos produtos tradicionais como tem vindo a dar cada vez mais importância à segurança dos alimentos.

Neste contexto surgiu a adoção de estratégias de valorização comercial dos produtos tradicionais, através da certificação e consequente atribuição das marcas. O processo de certificação constitui um importante passo de defesa destes produtos, uma vez que procura assegurar as condições de higiene com que estes são produzidos, bem como o respeito pelos métodos de fabrico tradicionais, garantindo, assim, a autenticidade e a origem dos produtos.


Morcela Preta
Informação Nutricional (Porção 45g - 9 fatias )
Valor calórico = 112kcal
Carboidratos = 2.4g
Proteínas =7.2g
Gorduras totais =13g
Gorduras saturadas =4g
Sódio = 368g


Morcela Branca
Informação Nutricional (Porção 40g - 11 fatias )

Valor calórico = 96kcal
Carboidratos = 2.4g
Proteínas = 6.4g
Gorduras totais = 14.6g
Gorduras saturadas = 4g
Sódio = 280g

Acesse o site www.coopsantaclara.com.br/confrariagourmet e confira receitas com morcela.

Referências bibliográficas
http://www.coopsantaclara.com.br/site2006/produtos/produto.php?cod=72009
http://pt.wikipedia.org/wiki/Morcela

Retomando....

Olá!!! Peço desculpas a todos
pelo tempo que fiquei escrever...
...estou retomando!!!
Beijos

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Alimentos Orgânicos

Alimentos orgânicos são aqueles cultivados sem fertilizantes químicos ou agrotóxicos, são alimentos obtidos de maneira simples, pela ação da própria natureza. Uma grande vantagem atribuída aos alimentos orgânicos é de que são mais enriquecidos de nutrientes, uma vez que a terra utilizada no seu cultivo é fértil e natural e não há nenhuma interferência de substâncias químicas no processo.

Mas esta semana surgiu uma polêmica! Um estudo concluiu que eles não apresentam mais benefícios nutricionais. Leiam a matéria publicada no site da UOL.

No final do texto dou minha opinião!

Alimentos orgânicos não são mais nutritivos, segundo estudo
Da Reuters Em Londres

Os alimentos orgânicos não apresentam benefícios nutricionais superiores aos alimentos comuns, concluiu um estudo grande divulgado nesta quarta-feira.Pesquisadores da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres disseram que os consumidores estão pagando preços mais altos por alimentos orgânicos devido a seus supostos benefícios para a saúde, criando um mercado global de orgânicos que movimentou 48 bilhões de dólares em 2007.Mas uma revisão sistemática feita de 162 artigos científicos publicados nos últimos 50 anos não constatou diferença significativa entre os alimentos orgânicos e os outros.

"Constatou-se que existe um número pequeno de diferenças em teor de nutrientes entre os alimentos orgânicos e os que são produzidos convencionalmente, mas que é pouco provável que elas tenham relevância em termos de saúde pública", disse um dos autores do relatório, Alan Dangour."Nossa revisão indica que não existem no momento evidências que fundamentem a escolha de alimentos orgânicos em detrimento dos alimentos convencionalmente produzidos, com base na superioridade nutricional de uns sobre outros."Os resultados da pesquisa, que foi encomendada pela Agência de Padrões de Alimentos do governo britânico, foram publicados no "American Journal of Clinical Nutrition".As vendas de alimentos orgânicos vêm caindo em alguns mercados, incluindo a Grã-Bretanha, na medida em que a recessão vem levando os consumidores a reduzir suas compras.A Associação dos Solos disse em abril quem em 2008, após uma queda na demanda no final do ano, as vendas de produtos orgânicos na Grã-Bretanha cresceram apenas 1,7 por cento, muito abaixo do índice de crescimento anual médio de 26 por cento verificado nos últimos dez anos.(Reportagem de Ben Hirschler)

fonte: http://noticias. uol.com.br/ ultnot/cienciaes aude/ultnot/ reuters/2009/ 07/29/ult4296u78 4.jhtm


Sempre digo aos meus pacientes qual o principal objetivo em se adquirir determinado produto! Temos muitas marcas e variedades no mercado. Precisamos primeiro saber se o objetivo é emagrecer, comer menos açúcar, menos sódio ou gordura, enfim!No caso dos orgânicos, recomendo que se faça uma higienização perfeita, pois, justamente por não ser utilizado nenhum produto químico, podem ser facilmente contaminados.

Se a idéia é um produto mais natural, vá em frente!

Beijos