sábado, 31 de janeiro de 2009

Amamentação

Ser mãe é maravilhoso! Amamentar não é diferente...

É impressionante o quanto a amamentação proporciona e aumenta cada vez mais o vínculo mãe e filho!


Hoje vou passar dicas para este período tão mágico entre mãe e filho!!!

O mais importante para você saber é que o seu leite é nutricionalmente completo para sustentar o seu bebê, e contém quantidade suficiente de água, dispensando a oferta de chás, água e suco.

Vantagens da amamentação:
- pártica;
- econômica;
- rápido, pois não necessita de preparo
- diminui a possibilidade da mãe ter câncer de mama
- com sucção do bebê, o útero sofre maior contração, voltando mais rápido ao normal, além de diminuir o sangramento pós parto
- desenvolvimento dos osso e músculos faciais do bebê
- quantidade suficiente de anticorpos capaz de prevenir infecções e alergias

O bebê está mamando de forma adequada????

Para uma Boa Posição
-Pescoço do bebê ereto, sem estar distendido
-O corpo da criança deve estar voltado para a mãe
-A barriga do bebê e da mãe devem estar encostadas
-Todo o corpo do bebê deve receber sustentação
-A mãe e o bebê devem estar confortáveis


Para uma Boa Pega
-A boca do bebê deve estar bem aberta
-O queixo tocando no seio
-Lábio inferior voltado para fora
-Há mais aréola visível acima da boca do que abaixo
-A mãe não deve sentir dor no mamilo ao amamentar


Alguns pontos importantes na alimentação:

1) Para melhorar absorção do Ferro: dê preferência ao consumo de frutas fontes de vitamina C (frutas cítricas) no almoço e jantar, evite o consumo de leite e derivados no almoço e jantar (ex: queijos, preparações com leite ou creme de leite, e outros).

2) Para melhorara absorção do Cálcio: dê preferência para consumir o leite com frutas e não com achocolatado ou café.

3) Evite o consumo de: café, chá mate e preto, bebidas alcoólicas, temperos irritantes, sal e gorduras.

4) Consuma bastante água!!!

5) Os alimentos formadores de gases também devem ser evitados, pois podem provocar cólicas no bebê, são eles:
•Evitar: café, chá mate, refrigerantes á base de cola
•Evitar alimentos que fermentam:
•Grãos: feijão, lentilha, ervilha;
•Vegetais: milho, brócolis, aspargo,repolho, couve flor, couve, pepino, couve, rabanete, nabo, picles;
•Frutas: maçã, abacate, melão, melancia
•Outros: ovos, queijos com sabor forte, preparações muito condimentadas, fritura, massa gordurosa (tipo massa podre)


Aproveite cada momento com seu filho! E lembre-se, a amamentação deve ser exclusiva durante 6 meses.

Beijos

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Suplementos alimentares...pode ser perigoso!!!

Quem já não teve indicação de amigos para consumir algum suplemento??? Pois é, devemos tomar muito cuidado com estas indicações. Procure sempre um profissional qualificado para avaliar sua real necessidade, além de indicar qual a melhor marcar/produto! Veja as informações de um recente estudo.

"Um estudo feito no Estado de São Paulo pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL) concluiu que um em cada quatro produtos comercializados em academias de ginástica como suplementos nutricionais para praticantes de atividade física tem substâncias de natureza esteroidal não declaradas nos rótulos.
O trabalho analisou 111 produtos comercializados na capital e no interior paulista, apreendidos pelos serviços de vigilância sanitária locais. As análises, realizadas por meio de técnica conhecida por screening por cromatografia em camada delgada, foram realizadas no Laboratório de Antibióticos e Hormônios do Instituto Adolfo Lutz, órgão vinculado à Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Do total de 28 amostras (25,5%) que apresentaram substâncias esteroidais destinadas ao desenvolvimento de massa muscular, 7% tinham sais de testosterona em suas fórmulas. "A identificação dos sais indica que esses produtos contêm esteróides anabolizantes e estão sendo vendidos ilegalmente" , disse Maria Regina Walter Koschtschak, pesquisadora da Seção de Antibióticos do IAL que participou das análises, à Agência FAPESP.
"Em contrapartida, 18,5% dos suplementos analisados também apresentaram substâncias de natureza esteroidal, mas que não pudemos identificar com precisão devido à falta de padrões de comparação com outras substâncias puras."
Esteróides anabolizantes são drogas fabricadas para substituir a testosterona, o hormônio masculino fabricado pelos testículos que ajuda no crescimento dos músculos (efeito anabólico) e no desenvolvimento das características sexuais masculinas (efeito androgênico).
"A importância do estudo está na demonstração dos riscos que muitos atletas no Brasil correm ao consumir substâncias desconhecidas, ainda mais se tratando de drogas perigosas que oferecem efeitos colaterais muito variados", afirmou Maria Regina.
O levantamento também apontou que 85,6% dos suplementos analisados não apresentavam informações de procedência e, das demais amostras, 5,4% eram nacionais e 9%, importadas. O trabalho mostrou ainda que a forma mais frequente de apresentação dos produtos foi a de cápsula, representando 41% do total de amostras analisadas, por apresentar uma maior facilidade na manipulação e incorporação de outras substâncias farmacologicamente ativas.
Os hormônios precursores de testosterona apresentam efeitos androgênicos e forte atividade anabólica. "Teoricamente, essas substâncias aumentam a produção de hormônios masculinos por meio do incremento da concentração de precursores exógenos de testosterona. De acordo com os regulamentos do COI, esses hormônios estão classificados na categoria de esteróides anabólicos proibidos", explicou.
Outro estudo para a detecção de anabolizantes, coordenado pela Comissão Médica do COI, revelou que 94 das 634 amostras de suplementos nutricionais, provenientes de 215 fabricantes de 31 países, continham substâncias não declaradas que poderiam levar a um teste positivo de doping aos usuários desses suplementos.
A pesquisadora destaca que, quando ingeridas sem orientação médica, essas substâncias podem causar problemas como impotência sexual, desordens menstruais, insônia, dor de cabeça, acne, aumento dos níveis de colesterol, problemas cardíacos, crescimento indevido de pelos, aumento de agressividade, engrossamento da voz, aumento da pressão sanguínea e até infarto do miocárdio." Agência FAPESP


Bom vamos cuidar da gente!!! Cuidado com qualquer indicação e promessas milagrosas!!!


Beijos

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Sugestões...

Estou aguardando sugestões de temas para nosso blog!

Fiquem à vontade....
Beijos

Alimentos e Estética!!!

A preocupação em manter a forma agora no verão é muito grande, por isso resolvi ddeixar algumas dicas!!! Porém, lembre-se, a melhor coisa é a reeducação alimentar e adoção de hábitos saudáveis para que possamos chegar sempre bem no próximo verão!!!



GORDURA LOCALIZADA
A alimentação deve ser equilibrada, capaz de suprir as necessidades energéticas para manutenção do metabolismo basal. Uma dieta com grande restrição calórica pode reduzir o metabolismo basal em até 45%, o que prejudica muito a perda de peso.

1) Cuidado com o consumo de carboidratos de alto índice glicêmico como batata, pão branco, doces, mel, pois aumentam a liberação do hormônio insulina. Este hormônio é lipogênico, ou seja, promove a formação de gordura. Além disso, este tipo de carboidrato é absorvido rapidamente, causando fome mais rápido.

2) As proteínas aumentam a atividade metabólica, pois é necessário maior gasto de energia durante o processo de absorção e digestão.

3) As gorduras são calóricas (9 kcal por grama), contribuindo assim para o ganho de peso. Além disso, durante o processo de digestão e absorção, o gasto de energia é menor.

ALIMENTAÇÃO NA CELULITE

1. Consumir alimentos ricos em fibras: frutas, verduras, legumes e cereais integrais. As fibras contribuem para:
- aumentar a eliminação de toxinas
- promove saciedade
- melhora o funcionamento intestinal

2. Redução do sódio (sal): promevem a retenção de líquidos à piora da celulite
- substituir o shoyo pelo shoyo light
- substituir produtos enlatados e em conserva por produtos in natura
- cuidado com bebidas lights pois muitas contém o sódio como adoçante, portanto, apesar de baixa caloria podem contribui para a piora da celulite

3. Melhorar o consumo de alimentos ricos em potássio: são diuréticos à melhora da celulite
- Linhaça, amêndoas, água de coco, suco de laranja, iogurte e leite desnatado, batata
cozida, beterraba, acelga, espinafre, melão, ameixa seca, abacate, damasco seco, soja cozida e salmão.

4. Vitaminas importantes: diminuem os fatores que agravam a celulite:
- Vitamina B6: frango, porco, peixe, ovos, aveia, amendoim, soja.
- Ácido fólico: carnes, verduras escuras, cereais, feijão, batata.
- Vitamina B12: leite, ovos e carne

DICA: o cozimento diminui quantidade de vitamina B6 e B12 no alimento

5. Importante consumo de alimentos fontes de:
- Silício: cereais integrais
- Bioflavonódes: uvas e frutas cítricas
- Fitoestrógenos: soja e linhaça

FLACIDEZ
1) Consumo importante de proteína:
– Carnes magras
– Leite desnatado
– Queijo branco
– Ovo, principalmente a clara
– Amêndoas

2) Diminuir o consumo de alimentos gordurosos à promovem a quebra do colágeno.



3) Diminuir o consumo de alimentos ricos em açúcares e gorduras à contribuem para o aumento de gordura corporal.

4) Cuidado com o efeito IÔ-IÔ à prejudica a elasticidade da pele.

Bom, por enquanto é isso!!! Aproveitem o verão!

Grande abraço!

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Mastigação...uma grande aliada!





Hoje em dia estamos sempre correndo, reclamando que o dia tem apenas 24h, e por isso, tudo o que fazemos é rápido, as vezes até mesmo sem perceber o que está se fazendo, ou você nunca foi conferir se realmente trancou o carro, ou a porta de casa?


Muitas vezes esquecemos de coisas simples, nem sempre conseguimos prestar atenção em algo tão habitual para nós...a matigação! Pois é, a mastigação é quase sempre esquecida, principalmente pelo fator TEMPO. Normalmente as pessoas almoçam em 15 minutos, pois têm que voltar ao trabalho, ou levar os filhos para escola, enfim, o fato é que mastigamos rápido, engolindo o alimento praticamente inteiro!

A mastigação lenta favorece a digestão, evita os gases, e é uma grande aliada no controle e redução do peso, porquê? Quando mastigamos devagar comemos menor quantidade. Eu sei que é difícil contar até 20 durante a mastigação, mas uma dica melhor e mais fácil é soltar o talher a cada garfada! Olha que isto funciona!!!

Separei uma matéria bem interssante divulgada pela BBC Brasil, vale a pena ler!!!

Comer muito rapidamente pode ser o suficiente para quase dobrar o risco de uma pessoa ser obesa, segundo um estudo de pesquisadores japoneses.
Cientistas da Universidade de Osaka analisaram os hábitos alimentares de cerca de 3 mil pessoas e relataram os resultados no British Medical Journal.
O estudo examinou a relação entre a velocidade na hora de comer, a sensação de estar "cheio" e estar acima do peso.
Quase metade dos voluntários disse que tinha a tendência de comer rapidamente.
Comparados com quem não comia rapidamente, os homens com esse hábito tinham 84% mais chances de estar acima do peso, e as mulheres tinham duas vezes mais chances.
Além disso, aqueles que, além de comer rapidamente, tinham a tendência de comer até se sentirem "cheios", tinham mais que o triplo de risco de estar acima do peso.
'Sinais do estômago'
O professor Ian McDonald, da Universidade de Nottingham, disse que há várias razões pelas quais comer rapidamente pode contribuir para a obesidade.
Segundo ele, o hábito pode interferir com o sistema de sinalização que diz ao cérebro para parar de comer porque o seu estômago está cheio.
"Se você come rapidamente, você está enchendo o seu estômago antes que essa sinalização ocorra", afirmou.
Jason Halford, diretor da Kissileff Human Ingestive Behaviour Laboratory da Universidade de Liverpool, disse que a maneira como comemos está cada vez mais sendo vista como uma área-chave em pesquisas sobre obesidade, especialmente desde a publicação de estudos destacando a existência de uma variante genética ligada à "sensação de estar cheio".
Um estudo de Halford, publicado recentemente no Journal of Psychopharmacology, concluiu que um remédio usado contra a obesidade funcionava ao desacelerar o ritmo no qual pacientes obesos comiam.
"O que a pesquisa japonesa mostrou é que as diferenças de hábitos alimentares entre indivíduos levam ao consumo exagerado e estão relacionados à obesidade", afirmou.
"Outras pesquisas encontraram evidência de que isso acontece na infância, sugerindo que esses hábitos podem ser herdados ou aprendidos bem cedo", completou. Ele disse, no entanto, que ainda não há evidência de que tentar diminuir o ritmo das refeições das crianças pode ter um impacto em níveis de obesidade no futuro.

E agora, não vale a pena tentar pensar um pouco mais na nossa mastigação???

Grande abraço!