segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Manteiga ou Margarina???

 Manteiga ou Margarina?

Para aqueles que consomem café da manhã, é comum ouvir que não fica sem: café com leite e o pão com manteiga. Mas quando perguntamos, manteiga ou margarina, aí dizem, “ah sim, é margarina”.

Muitas pessoas ainda não sabem a diferença, ou acreditam que a manteiga é a grande vilã.

A verdade é que são coisas diferentes.

A manteiga é feita a partir do leite, sendo assim, é de origem animal e contém gorduras saturadas e colesterol.

A margarina surgiu em substituição à manteiga, já que está poderia aumentar o colesterol sanguíneo. Inicialmente foi feita pelo processo de hidrogenação, com óleos vegetais. Acreditava-se então que ela seria a melhor opção, já que não apresentava colesterol e nem gordura saturada. Porém veio a descoberta das gorduras trans. Um tipo de gordura maléfica para a saúde do nosso coração, já que as gorduras trans podem prejudicar o colesterol, aumentando o LDL colesterol (gordura que “gruda” nas paredes das artérias) e reduzindo o HDL colesterol (gordura que retira a gordura “grudada” nas artérias).

Novamente, um problema. Então a indústria aperfeiçoou novamente e “criou” o processo de interesterificação, método que não incorpora as gorduras trans. Segundo documento da Sociedade Brasileira de cardiologia (I Diretriz sobre o Consumo de Gorduras e saúde Cardiovascular, 2013) ainda não se sabe ao certo o real efeito do rearranjo de ácidos graxos deste processo sobre os parâmetros metabólicos e de desenvolvimento da ateroesclerose. O que se sabe é que existe grande predominância de ácidos graxos saturados na gordura interesterificada de utilização industrial.

A verdade é que tudo isto causa enorme confusão nos consumidores!

Sendo assim, qual a melhor opção?

MODERAÇÃO!!!

Sempre recomendo que a quantidade é importante neste caso, qualquer uma pode ser consumida desde que uma pequena porção no café da manhã.

Outra recomendação, é sempre ler rótulos, e preferir alimentos com menor teor de gorduras, sejam elas, saturas, colesterol e trans, assim como baixo teor de sódio, que também não é amigo do nosso coração!

Vamos pensar em qualidade de vida, incorporar hábitos alimentares e de vida saudáveis.

Variedade e equilíbrio são palavras chaves!

Grande abraço!

domingo, 4 de agosto de 2013

Bons motivos para o café da manhã!



      Pesquisadores de Harvard acompanharam cerca de 27 mil homens por mais de 16 anos e descobriram que aqueles que NÃO realizavam o desjejum (café da manhã) regularmente apresentavam maior risco de ataque cardíaco e morte por doença coronária.

     Os pesquisadores também chegaram a conclusão de que a falta do café da manhã pode levar à obesidade, pressão alta, colesterol elevado e diabetes, todos considerados importante fator de risco para as doenças cardíacas.

Para quem tiver interesse de ouvir o podcast completo, acesse:
http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/videos/news/Breakfast_072313-1.html


Grande abraço!

Viviane

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Semana Mundial da Amamentação



É comemorado nesta semana - 01 a 07 de agosto - a Semana Mundial da Amamentação em mais de 170 países com objetivo de incentivar e melhorar a saúde dos bebês em todo o mundo!

O aleitamento materno é a melhor forma de fornecer aos recém-nascidos todos os nutrientes de que necessitam.

A OMS recomenda o aleitamento materno exclusivo até seis meses de idade, e preconiza que se continue amamentação, com a adição de alimentos complementares nutritivos por até dois anos ou mais.



Fonte: http://www.who.int/mediacentre/events/meetings/2013/world_breastfeeding_week/en/index.html

Vamos incentivar! É importante, é uma boa ação é é saúde!!!

Grande beijo!!

Viviane

terça-feira, 23 de julho de 2013

Diferença entre diet, light e zero

Publico hoje uma entrevista da nutricionista Isabela Pimental.
Explicação fácil para compreender estes termos que deixam muitos consumidores confusos!
Parabéns Isabela!
Grande abraço
Viviane


Suco ou Néctar - Qual a diferença?

Você sabe a diferença entre o suco e o néctar? Sempre digo que é difícil acompanhar todos os produtos que surgem no mercado, mesmo para nós nutricionistas, imagina para o público em geral? Onde buscar informações? Como entender os rótulos? Realmente não é uma tarefa fácil.
Então hoje, resolvi escrever sobre a diferença do néctar e do suco.
Segundo o Decreto n 6.871, de 4 de junho de 2009:
1)      “Suco ou sumo é a bebida não fermentada, não concentrada, ressalvados os casos a seguir especificados, e não diluída, destinada ao consumo, obtida da fruta madura e sã, ou parte do vegetal de origem, por processamento tecnológico adequado, submetida a tratamento que assegure a sua apresentação e conservação até o momento do consumo.
a)      É proibida a adição, em sucos, de aromas e corantes artificiais.
b)      O suco poderá ser adicionado de açúcares na quantidade máxima fixada para cada tipo de suco, observado o percentual máximo de dez por cento em peso, calculado em gramas de açúcar por cem gramas de suco, tendo sua denominação acrescida pela designação adoçado.”
2)      Néctar é a bebida não fermentada, obtida da diluição em água potável da parte comestível do vegetal ou de seu extrato, adicionado de açúcares, destinada ao consumo direto.
3)      Refresco ou bebida de fruta ou de vegetal é a bebida não fermentada, obtida pela diluição, em água potável, do suco de fruta, polpa ou extrato vegetal de sua origem, com ou sem adição de açúcares.
Resumindo, suco tem melhor qualidade por não conter aromas e corantes, o que pode acontecer nos néctares e refrescos. Com relação ao açúcar, o suco pode até ter em sua composição, porém tem quantidade certa a ser adicionada além da declaração no rótulo: ADOÇADO.
Por isso, sempre explico para os pacientes que devem observar no rótulo, não apenas a informação nutricional de calorias, mas também a lista de ingredientes, onde o açúcar, se existir, deve ser o último da lista, e não o primeiro como em várias marcas existentes no mercado. A ordem dos ingredientes que está descrito no rótulo deve ser colocada demonstrando os ingredientes na forma decrescente, ou seja, do ingrediente em maior quantidade para o que está em menor quantidade no produto.
Portanto, vamos dar preferência aos produtos com menor acréscimo de corantes, aromas e açúcares! Para quem puder, capriche nos sucos naturais, feito em casa, garantindo assim as vitaminas e o sabor natural das frutas!!!


Alguns exemplos…



Observem que o valor calórico não muda tanto entre os exemplos, porém a qualidade nutricional é importante, onde vemos que no exemplo 1 não existe adição de açúcar e não tem sódio, o que acontece nos próximos exemplos.
Portanto, fica a dica para se ler o rótulo!

Grande abraço
Viviane






segunda-feira, 24 de junho de 2013

Curso para Cozinheiros

Link para a inscrição:




Osteoporose e Hipertensão Arterial



O objetivo de um estudo publicado, recentemente, no Calcified Tissue International, foi avaliar a ingestão de cálcio a partir de fontes lácteas como um possível elo patogênico entre osteoporose e hipertensão.

Foi um estudo observacional transversal, realizado em 3.301 mulheres pós-menopáusicas encaminhadas para triagem de densitometria. O consumo de alimentos lácteos foi avaliado através de um questionário de frequência alimentar semanal. 

Foi observado que mulheres com baixa ingestão de produtos lácteos foi associado ao aumento de chances de ter as duas doenças.

A partir destes resultados, os autores concluíram que a osteoporose e a hipertensão estão associadas em mulheres na pós-menopausa, e uma baixa ingestão de produtos lácteos pode aumentar o risco de ambas as doenças, atuando como um possível elo na patogenia.

O que verificamos na prática é que o consumo de produtos lácteos vêm "perdendo" a vez para outras bebidas, principalmente açucaradas. Esta mudança pode aumentar o peso corporal o que também é um fator que interfere nestas duas patologias.

A boa notícia é que não é necessário quantidades absurdas para se adequar ao consumo de cálcio. A quantidade recomendada de cálcio, por dia, é de 1000mg para mulheres com idade entre 31 e 50 anos e  de 1200mg para mulheres com idade entre 51 e 70 anos.

Para ter uma noção, coloco abaixo uma tabela com a quantidade de cálcio de determinados alimentos.


Lembrar que o ideal é a ajuda de um profissional para avaliar se a ingestão diária é suficiente para cada um.

Grande abraço!!

Viviane

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Retomando atividades....

Estou retomando as atividades do blog.

Estive por um bom tempo trabalhando nos meus novos projetos: cursos, workshops e a parceria com educador físico, associando exercício e nutrição!

Estarei divulgando aqui!!!

Agradeço mais uma vez pela compreensão por todos que acompanham o blog e continuam acessando!!!

Obrigada mesmo!!!

Grande abraço

Viviane

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Verdades sobre a Hipertensão Arterial




Verdades sobre a pressão alta, publicado no site da Sociedade Brasileira de Hipertensão.

Informações claras e importantes.

Vamos cuidar da nossa alimentação. Sempre digo que a alimentação do hipertenso ou diabético, por exemplo, é o padrão que qualquer pessoa deveria seguir, mesmo sem problemas de saúde! É alimentação da prevenção!!!

Lembre-se, muitas vezes a hipertensão é silenciosa, e isto é muito preocupante!

Grande abraço!!!

Viviane

quarta-feira, 20 de março de 2013

Linha de Cuidados Prioritários de Sobrepeso e Obesidade - Ministério da Saúde


Matéria retirada na íntegra do site: http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/noticia/9905/162/doencas-associadas-a-obesidade-custam-meio-bilhao-de-reais.html

PREVENÇÃO E TRATAMENTO

Doenças associadas à obesidade custam meio bilhão de reais

Pesquisa revela o gasto para atender patologias relacionadas ao excesso de peso. Ministério da Saúde lança linha de cuidados para prevenção e tratamento do sobrepeso e obesidade.
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, assinou nesta terça-feira (19) portaria que cria a Linha de Cuidados Prioritários do Sobrepeso e da Obesidade no Sistema Único de Saúde (SUS). Dados do Ministério da Saúde revelam que o SUS gasta anualmente R$ 488 milhões com o tratamento de doenças associadas à obesidade. A nova linha define como será o cuidado, desde a orientação e apoio à mudança de hábitos até os critérios rigorosos para a realização da cirurgia bariátrica, último recurso para atingir a perda de peso.
A obesidade é um fator de risco para a saúde e tem forte relação com altos níveis de gordura e açúcar no sangue, excesso de colesterol e casos de pré-diabetes. “Este é o momento de o Brasil agir em todas as áreas, prevenção e tratamento, atuando com todas as faixas etárias e classes sociais, com um esforço pra quem tem obesidade grave”, ressaltou o ministro, durante a apresentação da pesquisa da Universidade de Brasília (UnB), que rastreou os gastos com obesidade no SUS.
Os custos com o tratamento da obesidade grave atingem hoje R$ 116 milhões, outro dado importante apontado pela pesquisa. Foram analisados dados de internação e de atendimento de média e alta complexidade relacionados ao tratamento da obesidade e de outras 26 doenças relacionadas (ver tabela no fim do texto), entre elas isquemias do coração, cânceres e diabetes.
Levantamentos mostram que o excesso de peso e a obesidade têm crescido no Brasil. De acordo com a pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), realizada em 2011 pelo Ministério da Saúde, a proporção de pessoas acima do peso no Brasil avançou de 42,7%, em 2006, para 48,5%, em 2011. No mesmo período, o percentual de obesos subiu de 11,4% para 15,8%.
Padilha destacou que a obesidade está mais presente na população com renda menor que três salários mínimos e com menos de oito anos de estudo.
LINHA DE CUIDADO – A portaria prevê atividades desde a Atenção Básica para o cuidado do excesso de peso e outros fatores de risco que estão associados ao sobrepeso e à obesidade até o atendimento em serviços especializados. A atenção básica vai proporcionar diferentes tipos de tratamentos e acompanhamentos ao usuário, o que inclui também atendimento psicológico.
“Precisamos cuidar da qualidade de vida, oferecer novos caminhos, como alimentação adequada e atividade física. Se as pessoas com obesidade grave ficarem no estado de obesidade, elas já terão melhor qualidade de saúde, poderão reconstruir seus hábitos de vida com uma situação diferente”, afirmou o ministro, explicando que o atendimento será de acordo com a realidade de cada pessoa.
A pessoa com sobrepeso (IMC igual ou superior a 25) poderá ser encaminhada a um polo da Academia da Saúde para realização de atividades físicas e a um Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) para receber orientações para uma alimentação saudável e balanceada. Atualmente, 82,1% dos 1.888 NASFs contam com nutricionistas, 85,7% com psicólogo e 61,6% com professores de educação física.  Toda a evolução do tratamento será acompanhada por uma das 37 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS), presentes em todos os municípios brasileiros.
O Programa Academia da Saúde é a principal estratégia para induzir o aumento da prática da atividade física na população. Até agora, já foram repassados R$ 114 milhões, de um total de investimento previsto de R$ 390 milhões. A iniciativa prevê a implantação de polos com infraestrutura, equipamentos e profissionais qualificados para a orientação de práticas corporais, atividades físicas e lazer. Atualmente, há mais de 2,8 mil polos habilitados para a construção em todo o país e outros 155 projetos pré-existentes que foram adaptados e custeados pelo Ministério da saúde.
CIRURGIA BARIÁTRICA – A nova portaria do Ministério da Saúde também reduz de 18 para 16 anos a idade mínima para realizar o procedimento, em casos em que há risco ao paciente. A iniciativa foi tomada com base em estudos que apontam o aumento crescente da obesidade entre os adolescentes, como a Pesquisa de Orçamento Familiar de 2009 (POF). A POF verificou que na faixa de 10 a 19 anos o percentual de 21,7% dos brasileiros apresenta excesso de peso – em 1970, este índice estava em 3,7%. A avaliação clínica nos jovens entre 16 e 18 anos deverá constar no prontuário e deve incluir: a análise da idade óssea e avaliação criteriosa do risco-benefício, realizada por equipe multiprofissional com participação de dois profissionais médicos especialistas na área.
A idade máxima, que até então era de 65 anos, também foi alterada. Com a portaria, o que determinará para o indivíduo se submeter à cirurgia não será a idade, e sim a avaliação clínica (risco-beneficio), podendo ultrapassar o limite atualmente estabelecido.
O documento também prevê incremento no valor pago em cinco exames ambulatoriais pré-operatórios – os aumentos serão de 100% a 277%. A portaria prevê ainda reajuste médio em 20% das técnicas de cirurgia bariátrica na tabela do SUS. Além do incremento financeiro,o SUS passa a autorizar a realização da técnica Gastrectomia Vertical em Manga (Sleeve), totalizando a cobertura de quatros técnicas de cirurgia bariátrica. Também há novidade na cirurgia plástica reparadora pós-operatória. O SUS dará cobertura para mais uma cirurgia plástica reconstrutiva, a dermolipectomia abdominal circunferencial pós-gastroplastia, totalizando cinco tipos de cirurgias.
AÇÕES EM DESENVOLVIMENTO – Para frear a obesidade e o sedentarismo, que são fatores de risco importantes para doenças crônicas, e promover hábitos de vida mais saudáveis, o Ministério da Saúde prevê uma série de iniciativas no Plano de Ação para Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), por meio de parcerias com o setor privado e outras pastas do governo. Lançado em agosto de 2011, o plano tem por meta reduzir em 2% ao ano a taxa de mortalidade prematura causada por DCNT até 2022.
O ministério investe também em ações preventivas para evitar a obesidade em crianças e adolescentes, como o Programa Saúde na Escola (PSE), que este ano está aberto a todos os municípios e passa a atender creches e pré-escolas. Para 2013, está previsto o investimento de R$ 175 milhões. Outra medida é a parceria do ministério com Federação Nacional de Escolas Particulares para distribuição de 18 mil Manuais das Cantinas Escolares Saudáveis como incentivo a lanches menos calóricos e mais nutritivos.
Para melhorar a dieta dos brasileiros e qualidade de vida, o Ministério da Saúde firmou um acordo com a indústria alimentícia que prevê a redução gradual do teor de sódio em 16 categorias de alimentos. A previsão é de que, até 2020, estejam fora das prateleiras mais de 20 mil toneladas de sódio.
A autora da pesquisa apresentada nesta terça-feira, Michele Lessa, destacou a resposta do Ministério da Saúde à questão ao criar a linha para prevenção e tratamento da obesidade: “A partir de dados epidemiológicos disponibilizados pelo próprio ministério, foi possível fazer a associação da obesidade com outras doenças para analisar o valor gasto no SUS com o tratamento da obesidade”.
TABELA 1 -Lista de doenças relacionadas à obesidade:

Meus comentários:
Nutricionistas, a oportunidade de desenvolver excelente trabalho de prevenção! Vamos unir forças, realizar um bom trabalho e ter além do reconhecimento profissional, ter a SATISFAÇÃO PESSOAL!
Material completo no link: http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/arquivos/pdf/2013/Mar/19/apresentacao_coletiva_obesidade_final.pdf
Abraço!
Viviane

OUTONO 2013

Hoje se iniciou o outono...


Uma música para acalmar!!! Linda...





O outono é uma estação caracterizada pelas noites mais longas que os dias. 
Outros fenômenos marcantes desse período são as mudanças bruscas de temperatura, diminuição da umidade do ar, a mudança na coloração das folhas das árvores (elas começam a “amarelar”), etc.

E a alimentação, o que pode mudar???

Estas mudanças de temperaturas - calor para frio - faz com que muitas pessoas passem a reduzir o consumo de frutas, verduras e legumes, alegando que necessitam coisas quentes. 

Então fica a dica: você pode comer as verduras e legumes quentes. Refogue com temperos naturais e água. Adicione o azeite no prato, evitando assim aquecê-lo. Pronto, não precisa comer a salada fria.

É interessante também que neste caso o arroz seja rico em fibras (integral), pois as verduras cozidas perdem um pouco da fibra neste cozimento. Lembrando que as fibras ajudam no tempo de saciedade, além de melhorar intestino....

De tarde dá uma vontade louca de beber um cappuccino, um chocolate quente... Não é mesmo? Até pode, mas o ideal é o equilíbrio. 
Pontos importantes: 

- quantidade por semana -  escolha um dia da semana, prefira no dia a dia o chá, por exemplo. A questão aí é adição do açúcar. Se conseguir o chá sem açúcar, ótimo, caso contrário, pode ser calórico da mesma maneira!

- acompanhamentos - estas bebidas normalmente estão acompanhadas com pão de queijo ou qualquer outro salgado!

Agora pense, antes era um fruta, no frio o leite e o carboidrato.... Fica difícil não ganhar peso!!!

E a fruta de tarde, é dificíl também..... Experimente a fruta, e em seguida, um chá quente....

Vamos curtir o frio sem engordar!

Grande beijo!
Viviane


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Grandes benefícios do Exercício físico

EXERCÍCIO É REMÉDIO

Fevereiro 27, 2013 · by Dr Turibio Leite de Barros

O Colégio Americano de Medicina Esportiva iniciou um movimento que recentemente passou inclusive a ser tema de seu congresso anual que reúne mais de cinco mil profissionais da área de ciências do esporte de todo o mundo.
O tema recebeu o nome de “Exercise is Medicine” que traduzimos por “Exercício é Remédio” . Nada mais verdadeiro. Exercício é remédio e é o remédio mais barato e eficaz que existe. Exercício além de tratar, previne doenças.
A grande diferença entre o exercício físico e os remédios convencionais é que fazer exercício pode e deve ser agradável, enquanto que tomar remédio muitas vezes é ruim ou causa dor.
Hoje em dia, inúmeras doenças são tratadas com atividade física. O curioso é que não faz muito tempo, o doente era proibido de fazer qualquer exercício físico. Atualmente até mesmo o portador de doença cardíaca, que sempre foi a doença que tinha no exercício seu maior “fantasma”, é tratado com programas de atividades físicas.
As doenças geralmente promovem um verdadeiro círculo vicioso extremamente prejudicial para o bom prognóstico do tratamento. A doença muitas vezes leva o indivíduo a reduzir drasticamente sua atividade física habitual. Esta inatividade física promove uma regressão acentuada da capacidade funcional de órgãos e sistemas que contribui ainda mais para a piora do quadro. É fundamental quebrar este círculo vicioso, sempre associando a atividade física bem orientada ao tratamento medicamentoso.
Atualmente a indicação de atividade física contempla até mesmo doenças que comprometem também a saúde mental como a depressão e transtornos de atenção.
No tratamento da hipertensão, por exemplo, alguns cardiologistas costumam dizer de forma bem humorada que exercício é tão eficaz que deveria ser feito de “quatro em quatro horas” pelo paciente.
Exercício é remédio, mas para o indivíduo saudável deve ser hábito de vida!
Site: http://drturibio.com/2013/02/27/exercicio-e-remedio/

Meus Comentários
Concordo plenamente, Dr. Turíbio!

Sempre incentivo muito o exercício físico programado para os meus pacientes. É visível os resultados melhores quando se tem associado EXERCÍCIO E NUTRIÇÃO!

Além dos diversos benefícios relacionados a saúde, temos o benefício do bem estar!!! E quando estamos bem, fica mais fácil para incorporar outros hábitos de vida saudável, como a alimentação mais equilibrada!!!!

Então, finalizando repetindo a frase do Dr. Turíbio: "Exercício é remédio"

Vamos praticar esta ideia!!!!

Grande abraço

Viviane

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Incentivo a prática de exercício!!!

Inciativa importante e interessante!

Dia Mundial da Atividade Física

Pense na sua Saúde!!!!

06 de abril de 2013..... Participe!!



www.portalagita.org.br

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Hábito alimentar da família influencia na formação do paladar das crianças


No programa Bem Estar hoje, foram apresentadas dicas bem legais para o público de como o hábito alimentar familiar influencia no paladar das crianças.  Além disso, teve a presença de um grande profissional, Dr. Mauro Fisberg.


Segue link: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/02/habito-alimentar-da-familia-influencia-na-formacao-do-paladar-das-criancas.html

Meus comentários:

Uma questão básica que sempre converso com os pais quando se trata da alimentação do filho. Os pais são exemplos para os filhos, em qualquer situação, e na alimentação não é diferente.

Recebo muitas mães falando que não gostam de salada, mas acham que é importante que o filho coma.

Mas como ela vai oferecer algo que ela não gosta? Imagina aquela cara "feia" dizendo "Filhinho, você não quer salada?" 

Dois erros aí:
1) A pergunta já demonstrando insegurança, as vezes não tem que perguntar, tem que colocar no prato, assim fica mais fácil para a criança experimentar.

2) A palavra Não presente na frase, já induz a resposta dada pela criança.

Vamos então repensar em como estamos agindo com nossas crianças!

Reforço aqui a importância do nutricionista: 

Sempre digo que não somos nós que vamos dizer o que engorda, o que é saudável. Apesar de muitos mitos e notícias falsas que são veiculadas na mídia, o básico das informações, a população tem. O que nós nutricionistas faremos, é oferecer subsídios de como incorporar hábitos saudáveis de maneira suave e duradoura!!!

Grande abraço

Viviane



Vídeo com dicas de alimentação para o Verão

Dicas de alimentação no verão...

Nutricionistas Lilian Miola e Érica Teixeira, ambas do Hospital Israelita Albert Einstein.

Abraço
Viviane




Doação de Sangue!

Esta matéria não é sobre nutrição. Mas acho que tem uma lição de vida.
Quando sentimos na pele determinada situação, a mudança de hábito se torna mais fácil, pois entendemos a importância.
Então, deixo aqui a mensagem, claro para importância da doação de órgãos  mas também, "puxando" para o meu lado, quando entendemos a importância de algum fato, a mudança e a compreensão é muito mais tranquila! Redução de peso, é isso.

Entender o porquê é necessário perder peso, é o primeiro passo do processo da Reeducação Alimentar!

Pensem nisso..

Abraço


terça-feira, 29 de janeiro de 2013

LARANJA, nas suas mais diversas formas...

Conhecida por evitar o resfriado....esta é a mais popular atribuição para a laranja.

Realmente, ela é rica em vitamina C. Uma unidade por dia é suficiente para suprir a necessidade diária (que pode variar de 15 a 120mg, dependendo da idade, sexo e ciclo de vida).

Mas ela apresenta outras ótimas propriedades.

  • Rica em fibras solúveis - colabora com o funcionamento do intestino! Outra questão importante da fibra na alimentação é sua colaboração no maior tempo de saciedade e prevenção da ateroesclerose e redução da absorção das gorduras e melhor controle glicêmico.
  • Rica em antioxidantes como os polifenois (principalmente as flavanonas como a naringina e hesperidina) e os carotenóides (α e β caroteno, luteína, zeaxantina e criptoxantina). Além dos benefícios com relação a saúde do coração, os antioxidantes pode ajudar a inibir o crescimentos de certos tipos de câncer, além de ser ótimo anti envelhecimento!
Então, aproveite esta fruta!!

Observe a figura e faça sua escolha, nas mais diferentes formas. Mas preste atenção na diferença em se consumira fruta in natura e como suco! Com certeza a in natura garante mais vantagens!!



Grande abraço
Viviane



quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Caminhada para emagrecer




Segundo o cardiologista, é aconselhável que o 
praticante caminhe e escolha superfícies e calçados 
que minimizem o efeitos do sobrepeso

Por 

Sobrepeso e obesidade são duas palavras doloridas para muita gente que espera o início do ano para iniciar a famosa meta juramentada e rezada: a de emagrecer a qualquer preço, fazendo uma rígida dieta e muito exercício. Sem dúvida, é consenso da maioria que seja feita uma consulta médica prévia especializada, ainda mais nas situações de sobrepeso e obesidade, que exigem exames mais detalhados além do simples eletrocardiograma. Deve-se fazer o teste ergométrico com cardiologista e dosagens bioquímicas do sangue.
Mas e o aparelho locomotor dessa pessoa? Afinal, as articulações sustentaram o corpo com sobrepreso por anos e sofreram muito. Quando um indivíduo corre, a força de pressão que retorna da pisada do chão atinge as articulações como se a pessoa tivesse um peso muito maior. Uma pessoa com 100 kg recebe uma carga de pressão equivalente a 300/500kg nas pernas, um verdadeiro trauma explosivo para o corpo, que deveria estar preparado para isso.
Dr. Ricardo Nahas, diretor científico da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e do Exercício, explica a questão:

- Local frequente de lesões tanto agudas como crônicas, o joelho merece especial atenção daqueles que prescrevem e dos que praticam atividade física regular de qualquer natureza. Os benefícios desejados podem se tornar prejuízo, principalmente para o praticante com sobrepeso e que já teve algum problema anterior. Para o obeso em particular, aconselha-se que não corra, mas que caminhe, que escolha superfícies e calçados esportivos com eficiente amortecedor e que minimize os efeitos do peso. Numa situação extrema, se for necessário, a corrida deve ser trocada por bicicleta ou mesmo pela natação. Para esses e para aqueles que já têm cirurgia ou lesão prévia, é necessário o bom equilíbrio muscular das coxas, uma amplitude da articulação normal e exercícios de coordenação, equilíbrio e flexibilidade, para ajudar o combate da dor e do envelhecimento precoce da articulação - disse.

Nestas condições de excesso de peso, não é raro o esportista ter complicações como:
1- Níveis de elevados de pressão (Hipertensão Arterial);
2- Diabete tipo II ou Intolerância à glicose (antigamente chamado de pré-diabetes);
3- Lesões nos joelhos e tornozelos;
4- Cintura abdominal avantajada (acima de 82cm para mulheres e de 94cm para homens), hoje considerada um forte fator de risco cardiológico.

Por tudo isso, a medicina alerta que é obrigatório, além de uma dieta de reeducação alimentar, dirigida para perda de peso e diminuição do consumo de sal, fazer exercícios regulares aeróbicos e de fortalecimento muscular, orientados por educador físico. Os benefícios são bem conhecidos: em muitos casos em que houve perda de peso, o paciente pôde controlar ou até normalizar a pressão, reduzir o uso de medicamentos anti-hipertensivos, como também a correção da intolerância à glicose.

Vamos à luta! A saúde agradece.
Meus Comentários
Esta matéria (na íntegra) diz  em poucas palavras, tudo sobre a importância do exercício físico programado e bem acompanhado. Todo exercício regular, bem orientado e associado a alimentação adequada, e claro, bem orientada também, faz a diferença para se alcançar o SUCESSO!
Acho válido as promessas de começo de ano, pois a grande maioria, quando acerta os profissionais, o tratamento que seria de verão, vira para a vida!
Vamos nos cuidar!
Grande abraço

Feiras orgânicas

Muito interessante esta ferramenta para quem gosta ou está a procura de feiras orgânicas.

O Idec (instituto de Defesa do Consumidor) colocou no ar esta ferramenta que busca informações sobre as feiras especializadas (além do local, horário de funcionamento e produtos encontrados neste local).

O mapa também mostra as frutas, verduras e legumes da estação de acordo com a região.

http://www.idec.org.br/feirasorganicas


Se divirtam....

Grande abraço






Einstein mobiliza população por trânsito mais seguro

Sempre divulgo aqui as campanhas do  Hospital Albert Einstein, pois acho bem interessantes e de grande utilidade pública.

Esta diz respeito a mistura que não dá certo: Direção e Álcool.

Grande abraço e boa diversão!



Einstein mobiliza população por trânsito mais seguro
Em iniciativa instituição vai para as ruas de São Paulo em ação de mobilização e conscientização contra a associação de álcool e direção


Imagem inline 1
 
O Brasil é o quinto País no mundo com maior número de mortes por acidentes de trânsito. São 42 mil motoristas, motociclistas e pedestres mortos todos os anos. Deste total, aproximadamente 70% são causados por pessoas alcoolizadas.

Preocupado com esse cenário que já configura um problema de saúde pública, o Hospital Israelita Albert Einstein acaba de criar uma campanha online de conscientização sobre os problemas da combinação entre álcool e direção.

A campanha, criada pela fri.to, conta com um game especialmente desenvolvido para a ação em que os usuários podem testar suas habilidades ao volante, enquanto garrafas de bebidas vão sendo inseridas na brincadeira, simulando todos os distúrbios causados pelo álcool e sua perigosa associação à direção. Intitulado “Racing Cars”, o game estará disponível em uma aba especial do Facebook do Einstein, juntamente com dicas dos especialistas em álcool e drogas do hospital, além do vídeo que mostra como foram feitas as blitze em bares na Vila Madalena, zona oeste da capital paulista, em que jovens experimentavam o jogo.

Nas blitze uma promotora abordava jovens que tomavam bebidas alcoólicas em diferentes bares de São Paulo e as convidava para disputar uma corrida no “Racing Cars”.

A cada fase da corrida, a pessoa era “premiada” com uma garrafa de bebida alcoólica e o controle do carro se tornava mais difícil. Quando o jogador inevitavelmente batia o carro, a frase “Aqui você tem uma nova chance, lá fora não. Não jogue com a sua vida” podia ser lida na tela do tablet. Neste momento, o voluntário descobria que estava fazendo parte de uma campanha de conscientização assinada pelo Hospital Israelita Albert Einstein.

As reações das pessoas abordadas foram filmadas e se transformaram no vídeo da campanha.
O objetivo principal do Einstein é mostrar, de forma prática, o quanto o álcool pode comprometer o desempenho e os reflexos de uma pessoa enquanto ela dirige.  Ao expor a pessoa a essa situação, por meio de um jogo, a condição de dirigir embriagado se torna mais real e, consequentemente, a conscientização é mais eficaz do que apenas falar sobre o assunto.
O vídeo da campanha estará disponível no Youtube do Einstein e também poderá ser compartilhado nas redes sociais pela aba especial do Facebook.

Aba com game: http://migre.me/cWrUN


Mais informações em www.einstein.br