quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Sono e excesso de peso




Uma recente publicação  (Partial Sleep Deprivation and Energy Balance in Adults: An Emerging Issue for Consideration by Dietetics Practitioners. Journal of Academy Nutrition and Dietetic.Novembro de 2012.) buscou fazer uma revisão da literatura sobre a influência do excesso de peso e distúrbios do sono.

O estudo mostra as taxas de privação parcial de sono e obesidade vem aumentando muito nos estados Unidos nestes últimos 30 anos.Muitas evidências mostram a ligação entre a privação de sono (dormir menos que 6h) pode gerar um desequilíbrio de energia, o que se mostra relevante com relação a prevenção de ganho e promoção de perda de peso.

Vários estudos mostram que um dos mecanismos para esta relação é que qualquer privação de sono poderia afetar a regulação de hormônios ligados com o apetite. 

Além disso, maior tempo acordado, poderia aumentar o consumo alimentar.

Sendo assim, a qualidade do sono é importante no tratamento de redução de peso, portanto, coloco aqui algumas dicas:

Alimentos ricos em triptofano: carne bovina (magra) e de peru, frango e peixe, leite e iogurte desnatados, queijos brancos e magros, oleaginosas como nozes, castanhas e amendoim (cuidado com os industrializados que contém muito sódio e fritos) e leguminosas, tâmara, banana. Mas lembre-se de escolher as versões com menos gordura!

Outros alimentos que pode colaborar para um bom sono: verduras (alface é bem interessante!), cenoura, broto de feijão, brócolis, aspargo, palmito.

Uma boa pedida é tomar um copo de leite desnatado (morno) com mel e canela!
Quanto aos chás, temos como opção a base de melissa e camomila.
O maracujá é um calmante natural, aproveite o consumo na forma de suco ou chá.

Evite ao máximo: bebidas alcoólicas, com cafeína (chá mate, preto, verde e suas variações, café, refrigerante a base de cola), chocolate, pimenta, curry, raiz forte e gengibre.

Fique atento: a última refeição antes de dormir deve ser leve, pobre em gordura e de fácil digestão. Tente realizar o jantar quatro horas antes de dormir, pois a digestão difícil pode piorar seu sono.

Bom sono!!!

Grande abraço!

Viviane

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Osteoporose


Dia 20 de outubro - DIA MUNDIAL DA OSTEOPOROSE




O mineral mais envolvido neste processo, é o cálcio. Como todos sabem, presente nos leites e derivados, principalmente. Mas os vegetais folhosos, por exemplo,m também possuem este mineral, porém, sua bioidisponibilidade (aproveitamento pelo nosso organismo) é menor.


Neste link da nestle, você consegue verificar como está seu consumo de cálcio! Mas lembre-se.... Não adianta fazer o teste e não se "mexer".... Procure um profissional para adequar, se for o caso!

http://www.nestle.com.br/molico/quiz.htm


Um grande problemas, são as fraturas. E é isto que visa esta campanha. Evitar as fraturas.
Evitando a primeira fratura. Conheça alguns fatores de risco: - perda de 3 cm de altura
- menopausa precoce (antes dos 45 anos)
- tratamento prolongado com glicocorticoides (prednisona ou prednisolona) de 3 ou mais mêses
- doenças digestivas como a doença de Crohn ou doença celíaca
- historial familial de osteoporose
- artrite reumatoide
- hipogonadismo primário/secundário no homem
- peso baixo(Índice de massa corporal menor que 19 kg/m2)
- fatores de estilo de vida como fumar, consumo excessivo de álcool, pouca atividade física e baixo nível de cálcio e vitamina D

Fonte: http://www.worldosteoporosisday.org/node/22


Grande abraço!!!

Viviane

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Facebook

Agora estou com uma página no facebook, direcionada para profissionais, divulgando cursos na área, assuntos importantes e gerando discussões enriquecedoreas!!!

Curtam...

http://www.facebook.com/dravivianelago


Obrigada!

Viviane

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Corrida ou Caminhada

Matéria publicada na Folha de SP - 21/08/12
Cada um no seu passo



Nos anos 70, Kenneth Cooper revolucionou o mundo esportivo dizendo que o meio-termo entre a caminhada e a corrida era o segredo da saúde. Na virada do século, todo mundo apertou o passo e passou a correr, literalmente, atrás da qualidade de vida. Agora, médicos pedem calma e indicam a caminhada como fonte da juventude.
Só que, atenção: caminhar é caminhar, não é passear.
O hábito de andar regularmente -e rapidamente- a seis quilômetros por hora está ligado à melhora na circulação sanguínea e nos níveis de colesterol, à prevenção de doenças cardíacas, diabetes e alergias e até à redução da incidência de alguns tipos de câncer, mostram pesquisas.
Mas muita gente pensa que andar é exercício para velhos, convalescentes. Não é. Assim como a corrida não é para todos e está longe de ser "democrática", como entusiastas gostam de repetir.
"Há preconceito em relação aos caminhantes, porque vivemos em um mundo no qual o desempenho é colocado acima até da saúde. Quem vive em um ritmo alucinado de treinos, sem acompanhamento, está sujeito a lesões inerentes à corrida, além de ficar estressado por carregar o peso de sempre estar no pico de sua performance. É desgastante", afirma José Rubens D'Elia, educador físico e fisiologista do exercício.
Andar é bom, correr também. Depende do objetivo e do praticante. Para quem quer sair do sedentarismo sem muitos sacrifícios, prevenir doenças e aproveitar o percurso, caminhar é ótimo.
Para colher benefícios, no entanto, o caminhante deve estar atento à intensidade do esforço. É preciso andar rápido, não vale bancar a tartaruga -tendência da maioria.
Pesquisa feita com caminhantes em três parques de São Paulo pelo Centro Universitário Ítalo-Brasileiro mostrou que a maior parte não empregava a força necessária para usufruir dos efeitos da caminhada.
O coordenador da pesquisa, Vitor Tessutti, lembra que a atividade será ineficaz se for feita a passos vagos. "Dessa forma será gerado um estímulo débil no organismo, que não causará adaptação muscular e cardiovascular e não melhorará o condicionamento", diz ele, formado em esportes e mestre em ciência da reabilitação pela USP.
Quem pretende alcançar condicionamento físico em um período mais curto vai preferir a corrida. Em relação à caminhada, porém, os riscos de lesão são maiores.
Pesquisa com 574 atletas, publicada no "British Journal of Sports Medicine" em 2007, mostrou que 92% dos corredores estavam machucados. Segundo Tessutti, o risco pode ser reduzido com acompanhamento e treino certo.

LESÃO E ALEGRIA
Correr, evidentemente, é mais eficaz e rápido para quem quer perder peso.
"Perdi os 30 quilos que ganhei na gravidez correndo. No começo, fazia esteira. Depois, fui para a rua e não parei mais", conta a produtora de moda Paula Narvaez, 29.
Ela sabe bem os males da atividade: "Correr dá barato, vicia, machuca, cedo ou tarde. Só que também traz alegria, deixa o corpo bonito, manda embora o estresse, une pessoas de todos os tipos e classes e isso atropela os contras da corrida, como bolhas nos pés, unhas que caem, mamilos machucados".
Mulheres que correm podem machucar não apenas os seios. De acordo com Paulo Zogaib, médico do esporte e fisiologista da Unifesp, há casos de incontinência urinária causados pelo impacto da corrida. "A uretra da mulher é muito menor que a do homem. Se há uma pressão aumentada na bexiga, esse órgão não consegue conter a urina", diz.

O PRÓXIMO PASSO
Em compensação, na corrida o praticante tem mais benefícios aeróbicos em menos tempo. Há quem diga até que a corrida é o passo seguinte à caminhada. "O melhor condicionamento físico e o trabalho mais forte dos membros superiores são as maiores vantagens da corrida", opina Marcos Paulo Reis, especialista em tirar sedentários do sofá e colocá-los para correr.
No entanto, o impacto de correr pode prejudicar as articulações. Para quem está acima do peso, as chances de lesão no aparelho locomotor são de 80%, conforme Reis.
"Eu era corredora, fazia provas de dez quilômetros. Hoje, caminho. Acho mais eficiente para manter meu peso e meu condicionamento", depõe a nutricionista Nicole Odenheimer Trevisan, 41.
Ela, que se diz perfeccionista, conta que quando corria se sentia obrigada a seguir planilhas e atingir metas. "Caminhando, me sinto liberta da pressão por resultados."
Foi caminhando que a treinadora e especialista em fisiologia do exercício Camila Hirsch completou, 15 anos atrás, a maratona de Nova York. Em um grupo de cinco pessoas, fez 42 quilômetros em 6 horas e 31 minutos (equivale a um ritmo de 6,9 quilômetros por hora na esteira).
"Três pessoas do grupo não podiam correr por questões de saúde, mas o resto caminhou por opção. Foi incrível. Cumprir caminhando uma prova cujo objetivo é correr foi uma adaptação e uma quebra de barreiras", diz.
Para a treinadora, os efeitos da caminhada "são exatamente os mesmos" da corrida. "O trabalho nos glúteos é até mais forte, porque as pisadas são de calcanhar e a sobrecarga fica mais concentrada na região do quadril."
O problema, diz Camila, é a monotonia. Geralmente, os caminhantes realizam a mesma carga de exercício. A saída é alternar dias de caminhadas mais aceleradas e outros com ritmo mais lento, alternando também lugares íngremes e regiões planas.
"A caminhada precisa ter esse tipo de renovação. Se não houver intensidade, o benefício de emagrecimento vai diminuir aos poucos, como também o ganho de massa muscular."

(ANA PAULA OLIVEIRA)

33 calorias - é quanto uma pessoa de 70 quilos gasta, em média, a cada quilômetro de caminhada a 6 km/h

72,5 calorias - é quanto uma pessoa de 70 quilos gasta a cada quilômetro de corrida a 10,6 km/h (média de um corredor)
Fonte: ACSM (Colégio Americano de Medicina do Esporte)

Meus Comentários
Esta aborda uma questão que muitos me perguntam, o que é melhor...correr ou caminhar???
Sempre digo que todo exercício físico, feito com prazer e objetivos, estão correto? Não existe o que é melhor....
O importante, além do exercício prazeros, é o acompanhamento correto, seja pelo educador físico e pela nutricionista!
A alimentação é fundamental para que faz algum exercício.
Se você quer emagrecer, é necessário o ajuste das calorias diárias, para que consiga gastar mais energia do que o que é consumido. Para isso um plano alimentar personalizado, incluindo as preferências alimentares e alimentos saudáveis, te ajudarão nos resultados.

Algumas dicas rápidas:
- Comer de 3 em 3 horas, pequenos lanches, ajudão a não sentir fome, manter o corpo em trabalho constante, e evita os "ataques".
- Antes do exercício é interessante que você coma um carboidrato, como por exemplo pão, cereal, torrada, frutas, claro, tudo dentro das quantidades ideais. Não é interessante realizar qualquer exercício em jejum.
- Se você realizou uma refeição principal completa (café da manhã, almoço ou jantar) até 2 ou 3 horas antes do exercício, não há necessidade de comer um lanche imediatamente antes.
- Exercícios com tempo superior a uma hora, pode ser necessário adequar a hidratação.

Agora lembre-se, estamos com o ar muito seco, hidrata-se bem, pois a desidratação pode complicar seus resultados! A desidratação nem sempre é percebida, e por isso pode ser perigosa.

Procure uma ajuda porfissional para te ajudar com seus objetivos!!!

Faça exercício físico! Faz bem para a saúde....para seu humor...para a VIDA!!!

Abraço
Viviane



terça-feira, 21 de agosto de 2012

Meeting Brasileiro de Nutrição

Um grande encontro de Nutrição Esportiva, trazendo atualidades na área!

Vale a pena conferir.... Importante oportunidades para os profissionais da área de nutrição e esporte.


Depois conto as novidades para os leitores....

Grande abraço,

Viviane

sábado, 18 de agosto de 2012

Revista SBD Digital


Segue o link da revista da Sociedade Brasileira de Diabetes.

Leitura interessante, vale a pena!

Seja diagnostica ou não com diabetes, a leitura é importante para desmistificar informações... Acho que todos nós temos um familiar com diabetes....por isso, leitura para todos!!!

Revista SBD Digital

Grande abraço
Viviane

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Dia Nacional de Controle do Colesterol

Hoje é dia de lembrar que o Colesterol deve ser controlado todos os dias


       Controlar o diabetes não significa controlar apenas a glicose. É necessário também o controle dos chamados Fatores de Risco Cardiovascular como, Colesterol elevado, Pressão Alta, Obesidade, Vida Sedentária, Stress, Tabagismo e uso excessivo de bebidas alcoólicas. O diabetes por si é também um fator de risco cardiovascular e um pouco mais que isso, quem é portador de diabetes possui um risco cardiovascular equivalente a uma pessoa que já teve um infarto.
       Dessa forma os fatores de risco cardiovascular devem ser rigidamente controlados em portadores de diabetes para evitar especialmente infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral (derrame cerebral).
       Hoje, dia 08 de agosto é o “Dia Nacional de Controle do Colesterol” e a data deve ser aproveitada para lembrar que o Colesterol no sangue deve ser controlado como forma de evitar as doenças cardiovasculares que são as principais causas de mortes e invalidez na atualidade em diabéticos e não diabéticos.
       O controle do Colesterol requer o uso de alimentação saudável, atividade física regular e quando isso não for suficiente, usar um medicamento que reduza o valor no sangue do Colesterol. Numerosos estudos científicos mostram o grande beneficio desses medicamentos, conhecidos com o nome de estatinas.
      Como dito anteriormente, quem é portador de diabetes, possui um risco cardiovascular igual a uma pessoa que já teve um infarto do miocárdio, necessitando fazer uso de Estatina. A melhor estatina e a dose, é recomendada pelo médico, porém é extremamente importante que a estatina seja ser usada de forma contínua, mesmo que os valores de Colesterol no sangue atinjam valores considerados ótimos.

Há três tipos de Colesterol no sangue: Colesterol Total, Colesterol HDL e Colesterol LDL.
Para portadores de diabetes em uso de estatinas os valores considerados ótimos são:
Colesterol total – menor que 200 mg/dl

Colesterol LDL - menor que 100 mg/dl. Em presença no entanto de doença do coração pode ser necessário um valor mais baixo de Colesterol LDL – menor que 70 mg/dl e até menor que 50 mg/dl

Colesterol HDL – maior que 40 mg/dl em homens e maior que 50 mg/dl em mulheres. O Colesterol HDL é considerado o Colesterol BOM, pois protege o coração e o cérebro.

Conclusões Importantes:
1. Colesterol elevado no sangue é causa de doença cardiovascular em diabéticos e não diabéticos e deve ser controlado.
2. Portadores de diabetes possuem um risco cardiovascular equivalente ao de uma pessoa que já teve um infarto e devem sob orientação médica, usar uma Estatina; um medicamento para reduzir o Colesterol no sangue.
3. O uso da Estatina não pode ser interrompido.
4. Além do controle da glicose e do colesterol é necessário também controlar os outros fatores de risco: Pressão Alta, Obesidade, Stress, Tabagismo e Excessivo consumo de bebidas alcoólicas.
5. Um exame cardiológico deve ser realizado anualmente ou mais vezes quanto necessário.

Esta matéria foi publicada no sie d Sociedade Brasileira de Diabetes. Apoio os comentários e em especial a primeira frase: "Hoje é dia de lembrar que o Colesterol deve ser controlado todos os dias". Concordo plenamente, e sempre digo que quem tem diabetes ou qualquer alteração de colesterol, deve seguir uma alimentação que na verdade é recomendada para todos as pessoas, independente do diagnóstico, e não pensar que deve seguir uma alimentação restrita e monótona!!!
Vamos cuidar do nosso coração!!!!
Grande abraço!
Viviane




segunda-feira, 16 de julho de 2012

Para quem quer parar de fumar!

     Uma pesquisa publicada no British Medical Journal (BMJ) agora em julho, mostrou que as pessoas engordam em média 10kg após para de fumar, no período de um ano.
     Apesar do ganho de peso acontecer, os pesquisadores mostraram que, os benefícios com a parada de fumar supera o ganho de peso. Portanto, vale a pena, e muito, parar de fumar!
     Outras pesquisa mostram que o cigarro é um importante fator de risco para doenças cardiovasculares, tanto para homem como para mulher. Estes estudos mostram que 20 cigarros por dia aumentam a  incidência de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) 3x em homens e 6x em mulheres, em relação aos não fumantes. Além disso, o risco aumenta de acordo com o número de cigarros. A boa notícia é que o risco de placa aterosclerótica é reversível com a abolição do cigarro, o que aumenta a sobrevida e reduz a taxa de reinfarto. Sendo assim, vale a pena começar a pensar em abolir o cigarro.   

Recomendo para quem desja parar de fumar, mas tem medo de engordar.... Procure um nutricionista que te ajudará neste processo, pois ao mesmo tempo que você cessa o cigarro, a alimentação adequada e equilibrada te ajuda a não engordar!


      Pense nisso!

           Grande abraço

                  Viviane

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Anvisa alerta para risco de consumo de suplemento alimentar

Publicação do site da ANVISA    
por Danilo Molina - Imprensa/Anvisa

     O consumo de alguns suplementos alimentares, como Jack3D, Oxy Elite Pro, Lipo-6 Black, entre outros, pode causar graves danos à saúde das pessoas. É o que alerta a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em informe, publicado nesta terça-feira (10/7).
     De acordo com o alerta da Agência, alguns desses suplementos contêm ingredientes que não são seguros para o consumo como alimentos ou contêm substâncias com propriedades terapêuticas, que não podem ser consumidas sem acompanhamento médico. Os agravos à saúde humana podem englobar efeitos tóxicos, em especial no fígado, disfunções metabólicas, danos cardiovasculares, alterações do sistema nervoso e, em alguns casos, levar até a morte.
     “O forte apelo publicitário e a expectativa de resultados mais rápidos contribuem para uso indiscriminado dessas substâncias por pessoas que desconhecem o verdadeiro risco envolvido”, afirma o diretor de Controle e Monitoramento Sanitário da Anvisa, José Agenor Álvares. O alerta da Anvisa ressalta, ainda, que muitos desses suplementos alimentares não estão regularizados junto à Agência e são comercializados irregularmente em nosso país.
     Segundo o diretor da Anvisa, são produtos fabricados a partir de ingredientes que não passaram por avaliação de segurança. “Esses suplementos contém substâncias proibidas para uso em alimentos como: estimulantes, hormônios ou outras consideradas como doping pela Agência Mundial Antidoping”, explica Álvares.

DMAA
     Recentemente, a Organização Mundial de Saúde, por meio da Rede de Autoridades em Inocuidade de Alimentos, alertou que vários países têm identificado efeitos adversos associados ao consumo da substância dimethylamylamine (DMAA), presente em alguns suplementos alimentares. O DMAA é um estimulante usado, principalmente, no auxílio ao emagrecimento, aumento do rendimento atlético e como droga de abuso.
      Essa substância, que tem efeitos estimulantes sobre o sistema nervoso central, pode causar dependência, além de outros efeitos adversos, como insuficiência renal, falência do fígado e alterações cardíacas, e pode levar a morte. Alguns países já proibiram a comercialização de produtos que contém DMAA, como Austrália e Nova Zelândia.
     “O DMAA tem sido adicionado indiscriminadamente aos suplementos alimentares, apesar de não existir estudos conclusivos sobre a sua dose segura”, afirma Álvares. No Brasil, o comércio de suplementos alimentares com DMAA também é proibido.
     Na última terça-feira (3/7), a Anvisa incluiu o DMAA na lista de substâncias proscritas no país, fato que impede a importação dos suplementos que contenham a substância, mesmo que por pessoa física e para consumo pessoal. Entre os suplementos alimentares que possuem DMAA estão: Jack3D, Oxy Elite Pro, Lipo-6 Black, entre outros.

Importados
     A regulamentação sanitária brasileira permite que pessoas físicas importem suplementos alimentares para consumo próprio, mesmo que esses produtos não estejam regularizados na Anvisa. Entretanto, esses suplementos não podem ser importados com finalidade de revenda ou comércio ou conter substâncias sujeitas a controle especial ou proscritas no país, como é o caso do DMAA.
     Cada país controla esses produtos de maneira específica e, em muitos casos, não são realizadas avaliações de segurança, qualidade ou eficácia antes da entrada desses suplementos no mercado. “Os consumidores devem estar atentos e checar se esses suplementos foram avaliados por autoridades sanitárias do país de origem e se não foram submetidos ao processo de recolhimento”, orienta o diretor da Anvisa.

Brasil
     No Brasil, alimentos apresentados em formatos farmacêuticos (cápsulas, tabletes ou outros formatos destinados a serem ingeridos em dose) só podem ser comercializados depois de avaliados quanto à segurança de uso, quando se considera eventuais efeitos adversos já relatados. Além disso, precisam ser registrados junto à Anvisa antes de serem comercializados.
     De acordo com o diretor da Anvisa, produtos conhecidos popularmente como suplementos alimentares não podem alegar propriedades ou indicações terapêuticas. “Propagandas e rótulos que indicam alimentos para prevenção ou tratamento de doenças ou sintomas, emagrecimento, redução de gordura, ganho de massa muscular, aceleração do metabolismo ou melhora do desempenho sexual são ilegais e podem conter substâncias não seguras para o consumo”, alerta Álvares.

Dicas para identificar suplementos que não estão regularizados no Brasil

- Promessas milagrosas e de ação rápida, como “Perca 5 kg em 1 semana!”;
- Indicações de propriedades ou benefícios cosméticos, como redução de rugas, de celulite, melhora da pele etc.
- Indicações terapêuticas ou medicamentosas, como cura de doenças, tratamento de diabetes, artrites, emagrecimento, etc.
- Uso de imagens e ou expressões que façam referência a hormônios e outras substâncias farmacológicas;
- Produtos rotulados exclusivamente em língua estrangeira;
- Uso de fotos de pessoas hiper-musculosas ou que façam alusão à perda de peso;
- Uso de panfletos e folderes para divulgar as alegações do produto como estratégia para burlar a fiscalização;
- Comercializados em sites sem identificação da empresa fabricante, distribuidora, endereço, CNPJ ou serviço de atendimento ao consumidor

Recomendações aos consumidores

Se você usa ou tem intenção de usar “suplementos alimentares”, a Anvisa recomenda:
- Solicite auxílio de seu nutricionista ou médico para a identificação de produtos seguros e regularizados junto à Anvisa;
- Desconfie se o produto for “bom demais para ser verdade”! Ter um corpo definido e emagrecer nem sempre é rápido ou fácil, principalmente de forma saudável;
- Consumidores que adquiriram produtos que contém DMAA na composição devem buscar orientação junto à autoridade sanitária local sobre a destinação adequada dos mesmos;
- Mais informações podem ser obtidas junto à Central de Atendimento da Anvisa: 0800 642 9782

Meus comentários
     Acho importante colocar esta matéria na íntegra no blog para divulgar a importância de informação. Sempre digo que não sou contra a suplementação, ela existe para ajudar, mas nestes exemplos acima, será que isto é uma ajuda ou um risco???
     Precisamos informar e conscientizar nosso paciente de que milagre não existe. É uma pena, pois se fosse tão simples emagrecer ou ficar "tanquinho", não existiria tantos obesos sofrendo com as consequências do excesso de peso e com a dificuldade de emagrecer.
    Aproveito esta notícia para um apelo aos nutricionistas: Precisamos forças e persitência no trabalho do aconselhamento nutricional. Acreditem no seu potencial para realizar um trabalho sério e eficaz, sem recorrer às alternativas da moda.
   Meu apelo ao público, se amem...sim, é muito importante, mas com limites. Pensem nas consequências que qualquer ato pode apresentar. A utilização de suplementos sem a devida orientação de um profissional qualificado é a mesma coisa que auto medicação, tão divulgada para alertar os riscos desta atitude!!!

     Grande abraço a todos!!! Se cuidem....

                Viviane  

sábado, 7 de julho de 2012

Prêmio TOP BLOG 2012

Mais um ano.......

A votação da premiação do TOP BLOG inicia-se no próximo sábado, dia 14 de julho!!!

Conto mais uma vez com o voto de todos que acompanham o blog!!!

Muito obrigada!

Abraço

Viviane

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Fim de semana....

"Hoje é sexta feira, dia de......" Já dizia uma música.....
Muitos esperam o fim de semana para compensar tudo o que foi restringido durante a semana...será que funciona???
Isso acontece com a grande maioria que está em "DIETA". Passa longe de qualquer guloseima durante a semana e se permite iniciar o consumo de delícias já na sexta feira a noite, e quando parar????Só na segunda de novo.... Isso acaba se tornando um ciclo vicioso, e a pessoa não consegue emagrecer.
Existe aí duas situações:
- paciente chega no consultório com as seguintes queixas: "não consigo emagrecer, meu metabolismo é lento". Muitas vezes o que observo é uma semana bem controlada, onde as vezes o paciente até emagrece, porém o abuso no final de semana faz com o peso perdido seja recuperado no sábado e domingo. neste caso não é o metabolismo lento, e sim a pessoa se encontra no "efeito iô iô" durante o tratamento para redução de peso!
- paciente não consegue emagrecer, diz que faz tudo certinho, mas só ganha peso. Neste caso pode acontecer da pessoa até controlar as guloseimas da semana, mas no final de semana o excesso é tanto que além de não conseguir emagrecer, ela ganho peso.
Como podemos contornar esta situação?
Algumas dicas:
a) Evite ao máximo iniciar qualquer evento/festa com fome. Tenha sempre realizado uma refeição rica em fibras e proteínas que são alimentos com absorção mais lenta, evitanto a rápida sensação de fome.


b) Tenha sempre em mãos castanhas e amêndoas que ajudam muito no tempo de saciedade.

c) Evite o consumo de alimentos ricos em açúcar na refeição anterior ao evento, pois o açúcar tem rápida absorção, fazendo com que você tenha fome mais cedo.

d)Opções de petiscos: dê preferência aos salgadinhos assados como esfihas e enroladinhos, do que frituras e croissants, queijos, picles.

e) Prefira as bebidas que não contenha açúcar de adição.

f) Consumo de bebida alcoólica: dê goles pequenos e intercale o consumo com água, pois desta maneira você consegue participar do social, porém também conseguirá beber menos, além de ajudar no processo de hidratação, reduzindo os inconvenientes do consumo do álcool.

g) Mantenha-se sempre longe da mesa dos lanches, pois desta maneira evita que você pegue algo sem perceber, por estar conversando.

Precisamos curtir nosso fim de semana, mas lembre-se, manter uma alimentação equilibrada, inclui também o fim de semana, portanto...EQUILÍBRIO SEMPRE!!!

Grande abraço, bom fim de semana para todos!
Viviane

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Vacinação - POLIOMELITE

Neste sábado acontecerá a Campanha da vacinação contra a Poliomelite.

A poliomielite é uma doença infecto-contagiosa viral aguda que atinge, principalmente, crianças de até 5 anos. É transmitida pelo poliovírus, que entra pela boca. Ele é carregado pelas fezes e gotículas expelidas durante a fala, tosse ou espirro da pessoa contaminada. Falta de higiene e de saneamento na moradia, além da concentração de muitas crianças em um mesmo local, favorecem a transmissão.


O período de incubação (tempo que demora entre o contágio e o desenvolvimento da doença) é, geralmente, de 7 a 12 dias, podendo variar de 2 a 30 dias. A transmissão também pode ocorrer durante o período de incubação.

O poliovírus se desenvolve na garganta ou nos intestinos e, a partir daí, espalha-se pela corrente sanguínea, ataca o sistema nervoso e paralisa os músculos das pernas. Em outros casos, pode até matar, quando o vírus paralisa músculos respiratórios ou de deglutição.

Não existe tratamento para a pólio e, somente a prevenção por meio da vacina, garante a imunidade à doença. O Brasil está livre da poliomielite há mais de 20 anos. O último caso no país foi registrado em 1989, na Paraíba.


Em 1994, o Brasil recebeu da Organização Mundial da Saúde (OMS) o certificado de eliminação da doença. E é apenas por meio da vacinação que se pode garantir que o vírus não volte a circular em território nacional.

Apesar de não haver registro de casos de pólio há 23 anos no Brasil, é importante manter campanhas de vacinação anuais porque o poliovírus, causador da enfermidade, pode ser reintroduzido no país. Isso porque, o vírus ainda circula no mundo. Entre 2007 e 2012, 35 países registraram casos de poliomielite, sendo que três ainda são considerados endêmicos: Afeganistão, Nigéria e Paquistão.

Fonte: Ministério da Saúde



Portanto...vamos vacinar nosso bens preciosos!!!!

Abraço

Viviane





Dia dos Namorados

Em comemoração ao Dia dos Namorados resolvi escrever sobre uma dificuldade que muitos casais encontram, o ganho de peso após o início de um relacionamento.
Por que será que após iniciar um relacionamento mais estável as pessoas engordam? Não importa se é o homem ou a mulher.....Na verdade, muitas vezes, são ambos!

Muitas pesquisas mostram que realmente acontece o ganho de peso, isso porque, não apenas acontece a mudança de hábito com passeios envolvendo sempre "COMIDA", sempre conhecendo novos restaurantes, como também acontece aquela sensação, mesmo que involuntária de que estar comprometida (o), não necessita mais de tantos cuidados com o corpo....engano....O resultado vem depois de seis meses...um ano...e aí vai!

Então... algumas dicas para curtir a dois e se manter em forma:
a) Evite ao máximo iniciar qualquer evento com fome. Tenha sempre realizado uma refeição principal rica em fibras (verduras, legumes e cereais) e proteínas (carnes, leite e derivados, grãos e oleaginosas) que são alimentos com absorção mais lenta.


b) Tenha sempre em mãos castanhas e amêndoas que ajudam muito no tempo de saciedade. Esta opção é legal para os intervalos entre as grandes refeições, porém, lembre-se sempre que são calóricas e seu consumo não é livre.

c) Evite o consumo de alimentos ricos em açúcar na refeição anterior, pois o açúcar tem rápida absorção, fazendo com que você tenha fome mais cedo.

d) Dê preferência aos salgadinhos assados como esfihas e enroladinhos, do que frituras e croissants.

e) Prefira as bebidas que não contenha açúcar de adição.

f) Mastigue devagar.

g) Mantenha-se sempre longe da mesa dos lanches, pois desta maneira evita que você pegue algo sem perceber, por estar conversando.

h) Tente fazer uma previsão da sua semana, se tiver muitos eventos, festas em uma mesma semana, dê preferência para as refeições em casa mesmo, ou até em restaurantes, mas naqueles onde cada um monta seu prato e comidinhas do dia a dia!

i) Tente juntos fazer algum exercício físico...nada melhor que um incentivando o outro.

E então...é só curtir.... Lembre-se que se manter em forma, e preocupado com sua aparência para seu (sua) amor, é importante e sempre será. Se preocupar em agradar o próximo faz do relacionamento um momento de alegria, segurança e vitalidade.....

Relacionamento sem estresse....sem fuga na comida!

Grande abraço a todos...

Viviane

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Um vídeo interesssante sobre o coolesterol

Vou colocar um vídeo interessante que explica sobre as frações do colesterol. Rápido e fácil para entender como o colesterol pode desenvolver as doenças cardiovasculares.
Portanto, cuidem-se.....
O vídeo da AztraZeneca recomeda o acompanhamento médico, mas não esqueçam das nutricionistas, que podem ajudar com a alimentação adequada para cada pessoa, prevenindo os riscos de desenvolver as doenças cardiovasculares!
Aproveitem!
Beijos
Viviane



segunda-feira, 28 de maio de 2012

Educação em Diabetes


Sempre digo e ressalto a importância da Educação em Diabetes. É desta maneira que vamos conseguir melhor controle glicêmico do nosso paciente. O paciente se cuida a partir do momento em que entende seu problema.
Outro ponto importante que deve ser lembrado sempre é que a alimentação do paciente diabético não é nada mais que a alimentação saudável recomendada para a população em geral!

Veja este estudo: O efeito de educação de dieta com seis iso-calórico refeições no diabetes tipo 2 pacientes de peso corporal e glicose no sangue, publicado na revista Ciência e Tecnologia de Alimentos (Mar-2012). 

O objetivo deste estudo era determinar o efeito de uma dieta de 6 refeições de igual valor calórico sobre o peso corporal e glicose no sangue de pacientes portadores de diabetes tipo 2. Esta pesquisa foi feita em 2009 com 181 pacientes com diabetes.
Os pacientes frequentavam o IDSF - Sociedade Iraniana de Diabete de Fars - uma vez por semana.
Os pacientes a serem estudados foram randomicamente divididos em dois grupos:
GRUPO EXPERIMENTAL: 85 pacientes
                                  Idade média de 38 a 64 anos
                                  Peso médio de peso no início do estudo: 56,9 a 75,7 kg
                                  Glicemia de jejum no início do estudo: 163,8 a 234 mg/dL

GRUPO CONTROLE: 96 pacientes
                             Idade média de 43 a 62 anos
                             Peso médio de peso no início do estudo: 58 a 80,2 kgAos participantes era solicitado que consumissem em 6 partes iguais suas calorias calculadas. 

                             Glicemia de jejum no início do estudo: 160 a 238,9 mg/dL


No final do estudo, entretanto, os valores foram:
GRUPO EXPERIMENTAL:
Peso médio de peso: 56 a 71 kg
Glicemia de jejum no início do estudo: 104,9 a 174,1 mg/dL

GRUPO CONTROLE:
Peso médio de peso: 57 a 75,9 kg
Glicemia de jejum no início do estudo: 142,1 a 186,2 mg/dL

Ambos os grupos perderam peso e melhoram a glicemia de jejum. Os resultados mostram que educar pacientes com o diabetes tipo 2, focando na mudança de suas dietas, pode contribuir imensamente para a administração da glicose sanguínea.

Por isso, vamos nos preocupar com a alimentação. Ela é uma grande aliada no controle da glicemia, preveindo assim as complicações do Diabetes!

Grande abraço



Viviane






sábado, 19 de maio de 2012

1º Encontro Einstein de Saúde para Blogueiros


Fui convidada para o I Encontro na área de saúde para blogueiros. Muito interessante a proposta, que envolve diversos profissionais da saúde e da internet.

Como utilizar as infomações de maneira consciente. Como divulgar estas informaçãoes na internet, onde o público que vai ler é extremamente variado??? Foram esta discussões hoje!
Para concluir, nós profissionais e educadores em saúde, temos uma grande responsabilidade ao transmitir informações corretas, de fonte segura e de grande importância para muitas pessoas!

Parabéns a toda equipe idealizadora deste projeto!

Que venham mais!!!!!
Obrigada,
Viviane


Prezado (a) Viviane,




É indiscutível a importância da internet em nosso dia a dia, seja para a busca de informações, orientações gerais ou entretenimento. O poder e a utilidade das redes sociais são um fenômeno que tem, inclusive, provocado mudanças na relação médico-paciente.



Para falar sobre esse cenário e contribuir com a disseminação do conhecimento na área da saúde, especialmente com profissionais como você, um importante multiplicador de informações, a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein realizará o 1º Encontro Einstein de Saúde para Blogueiros.



O objetivo é compartilhar com você assuntos relevantes sobre prevenção e dicas gerais de saúde, entre eles a atividade física como fator importante no combate a doenças, atividades e comportamento de risco para uma vida saudável, mitos e verdades sobre dietas de emagrecimento, além de fornecer orientações e ajuda na busca por fontes seguras na internet.



Contamos com sua participação.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Que tal um chá neste friozinho?

Com este friozinho, nada mais gostoso que uma bebida quente para esquentar...
Coloco aqui uma dica para quem gosta do gengibre. Chá de gengibre...
Esta bebida além de te aquecer do frio, pode ajudar no trabalho do metabolismo, bom para quem quer emagrecer. mas claro, não é milagroso sozinho. É preciso manter uma rotina de alimentação e exercício físico programado e regular para atingir os objetivos!!!
Receita:
1 colher (chá) de gengibre ralado para cada xícara de chá de água.
Para um litro de água, utilize 4 colheres (chá) de gengibre ralado.
Ferva a água, coloque o gengibre por cinco minutos. Coe e beba em seguida. Experimente consumir sem adição de açúcar.
Quantidade máxima permitida no dia: de 3 a 4 xícaras.
Variações: pode acrescentar canela, frutas como melão ou abacaxi ou laranja.

Bom feriado...bom friozinho!!!
Grande abraço
Viviane

quarta-feira, 25 de abril de 2012

É amanhã - DIA NACIONAL DE COMBATE A HIPERTENSÃO

Costumo dizer que a HAS - Hipertensão Arterial Sistêmica é uma doença muito perigosa por ser silenciosa, muitas vezes!!!
Nem sempre as pessoas sabem como está a pressão arterial se não acompanhá-la, se não realizar medições constantes. As vezes a pessoa pode sentir uma dor de cabeça, mas isso não é regra, aí está o perigo!

Pode afetar qualquer pessoa, em qualquer idade, e trazer várias complicações para os nossos órgãos vitais como coração, cérebro, rins.

Cuidados básicos de alimentação, controle da ingestão de sódio -SAL, manutenção do peso adequado, prática regular de exercício físico, ajudam a prevenir e cuidar de quem já é hipertenso!

A campanha deste ano envolve toda a família!!! Vamos nos cuidar!!!

Fico feliz em retomar as atividades do blog falando de uma causa tão importante!!!
Grande beijo a todos!
Viviane

terça-feira, 24 de abril de 2012

Divulgação: EXPONUTRITION

Com grande satisfação, recomendo um importante evento que acontecerá em SP pela primeira vez, em maio.
O evento é destinado a profissionais, mas achei que poderia divulgar no blog para dizer aos seguidores, profissionais ou não, que teremos novidades na área esportiva. E com certeza estarei postando estas novidades.
Portanto, profissionais, se programem....
Bom evento para todos!!!
Abraço
Viviane

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Lancheira....o que escolher???

Depois de muito tempo sem escrever, estou voltando às atividades!
Escrevo hoje sobre um assunto que gera muitas dúvidas, além de ansiedade e preocupação das mães.
Vários são os questionamentos, como por exemplo:
O que colocar na lancheira do filho?
Meu filho não come nada na escola...
Vou colocar algumas dicas.....
- Devemos pensar que o lanche da escola tem a função de repor as energias, além de claro....momento de descanso e sociabilização!
- Acho super interessante a participação da criança na elaboração da lancheira, desde a compra!
- Para as crianças que estão acima do peso, não é o momento de restringir totalmente as guloseimas, pois as crianças trocam os lanches, e pior....pode acontecer de a criança passar a comer escondido. As vezes vale a pena, controlar o número de vezes na semana, do que restrição total!
-  Para as crianças menores, até 3 ou 4 anos anos, é comum comerem todo o lanche de um dia, e no outro dia nada. Mães, não se desesperem. Vocês têm as outras refeições para acompanhar a alimentação de seu filho! Nesta idade, qualquer mudança interfere no apetite da criança. Por exemplo: a criança só toma leite manhã, chega um dia que ela resolve comer pão, enfim, come além do leite...pode acontecer de não ter tanta fome no horário lanche... O importante é acompahar a alimentação em todas as refeições do dia!

Vou colocar algumas dicas de o ue colocar na lancheira.

O lanche deve ser composto de um alimento de cada grupo para ficar completo e equilibrado nutricionalmente.


• Carboidrato: pão, torrada, biscoito ou cereais como aveia, granola, musli.
• Proteína: queijo, peito de peru, margarina, requeijão.
• Proteína ou 1 Vitaminas e minerais: leite, iogurte, coalhada ou fruta ou suco.

 
Espero que as dicas ajudem!!!
Boas aulas!!!
Viviane