sexta-feira, 17 de junho de 2011

Cãimbras

   A sensação de cãimbra não é nada agradável. A dor pode ser muito incômoda e forte, até continuar doendo após o episódio propriamente dito. Isto acontece pois, a cãimbra tem como causa básica a excitação dos nervos que estimulam os músculos, por isso, muitas vezs após o ocorrido fica a sensação de dor muscular. Esta excitação pode ser causada por diversos motios, como por exemplo:
  • desequilibrio de alguns minerais, como magnésio e cálcio, e não apenas o potássio;
  • por gravidez ou exercicío vigoroso, por excesso de ácido láctico ou fadiga aguda das fibras musculares;
  • perda de água e sal no organismo através de suor excessivo;
  • origem vascular (por uma isquemia local);
  • neuromuscular (por uma miopatia alcoólica);
  • origem metabólica (intoxicação por cafeína, hipoglicemias, intoxicação por colchicina, etc.);
  • alguns medicamentos como diuréticos, por exemplo;
  • anemia;
  • entre outras...
    Então, colocarei algumas dicas para evitar as cãimbrras!
  1. Realizar, com orientação alongamento antes e depois do exercício físico.
  2. Manter boa hidratação! Com ou sem exercício precisamos nos manter bem hidratados para evitar distrúrbios de eletrólitos. Lembre-se que nem sempre sentimos sede se estamos deidratados, mas sentir sede em algum momento é um sinal de desidratação. Pessoas desidratadas apresentam urina muito amarelada e normalmente com cheiro forte, enquanto que um corpo hidratado produz urina clara e sem cheiro
  3. Para quem tem a chamada cãimbra noturna, os dois itens acima são importantes: alongar antes de dormir e estar bem hidratado.
  4. Quando a causa pode ser por falta de minerais como:
    • POTÁSSIO: alimentos fontes importantes - cereais, arroz integral, batata, beterraba, cenoura, suco de laranja, vegetais crus. Aproveite também a água de cocção dos vegetais, pois ela fica rica em potássio, portanto, uma sopa no frio...é rica em potássio!
    • CÁLCIO: alimentos importantes - leite e derivados além dos vegetais de folha verde escura.
    • MAGNÉSIO: fontes alimentares importantes - Cereais integrais, gérmen de trigo, nozes, camarão, quiabo, acelga, grãos de soja, damasco seco.
Espero que as dicas ajudem...

Grande abraço
Viviane

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Ração Humana

Esta semana, a ANVISA colocou em questão a eficácia e as alegações sobre a ração humana. Quem me conhece, meus pacientes, sabem da minha opinião sobre os chamados substitutos de refeição.

Em primero lugar, acho complicado dizer que a ração humana pode substituir a refeição, sendo que existem várias combinações dependendo do fabricante, ou seja, não existe uma padronização.

Segundo, sem existir a padronização, quem garante o equilíbrio nutricional para substituir uma refeição?

Terceiro, se colocamos como refeição equilibrada aquela que apresenta todos os grupos de alimentos como: carboidratos, proteínas de origem animal e vegetal, além de alimentos fontes de vitaminas e minerais, muitas das formulações presentes na ração humana, fica a desejar!

Quarto ponto que coloco é: qual substância milagrosa em qualquer substituto de refeição, assim como na alegação para a ração humana, é milagrosa e faz emagrecer? Pois é, isso mesmo, nenhum! A verdade é que você substituindo a refeição, deixa de comer gorduras em excesso de outra refeição que talvez era hábito, como por exemplo, sanduíches, pizzas, ou até mesmo um prato de comida, mas com um bife frito, por exemplo?

O que quero dizer é que concordo com a ANVISA!!! É preciso regulamentar e fiscalizar!!! Não podemos ser "bombardeados" com produtos que trazem alegações falsas.
Não que comer fibras, não que não recomendamos uma alimentação ricas em cereais, enfim, o que não dá para falar que isso fará todo mundo emagrecer!
Lembrem-se, cada caso é um caso, e com ajuda de um profissional habilitado, você conseguirá, não apenas um peso "legal" para você, mas um peso saudável... ou até melhor, uma VIDA SAUDÁVEL!

Mais informações, pode procurar no site da ANVISA. A nota foi publicada nesta terça feira (07/06).

Grande abraço!
Viviane

sábado, 4 de junho de 2011

Café da manhã!

De toda a minha experiência em atendemineto nutricional (desde 2001!) uma única atitude das pessoas é extremamente comum. A grande maioria das pessoas, seja criança, adolescentes ou adultos, não realizam o café da manhã ao acordar.
Os motivos podem variar, entre eles, sem fome, enjôo, preguiça de preparar e de acordar mais cedo, correria...sempre atrasado... As explicações para não realizar o café da manhã são diversas.
Primeiro ponto (para convencer a realização desta refeição...risos...) está no próprio nome: DESJEJUM = já diz que é necessário interromper o jejum forçado da noite! Ou seja, se tem este nome, é porque é importante!
Segundo ponto: nosso corpo diminui o metabolismo enquanto não realizamos atividades intensas e quando estamos muito tempo sem comer. Isto acontece sempre enquanto dormimos, certo? Então, mais um motivo para começar o dia se alientando, pis desta maneira colocamos nosso organismo para gastar energia! Até porque começaremos as atividades diárias, que gastam energia!
Mas agora, o que comer? O desjejum é considerado uma das três refeições principais do nosso dia (as outras são o almoço e o jantar), portanto precisamos comer um alimento de cada grupo nesta refeição: carboidratos + proteínas + vitaminas e minerais. Então, um exemplo de café da manhã ideal seria pão + leite + fruta.
Muitas pesquisas estão mostrando que um café da manhã rico em proteína ajuda controlar a ingestão de alimentos do resto do dia, portanto vale a pena, manter um carboidrato, para que possamos fornecer energia ao acordar, porém com uma maior proporção de proteínas, enriquecendo esta refeição com queijo, oleaginosas e pouco carboidrato.
Nosso avós já diziam...café da manhã deve ser de rei!
Vamos dar mais valor a esta refeição!!!
Agora, lembre-se, que o ideal é que você conheça suas quantidades ideais, pois cada caso é um caso, e somente um profissional habilitado poderia te ajudar!!!
Grande abraço, e bom café da manhã!
Viviane