sexta-feira, 29 de julho de 2011

Síndrome dos Ovários Policísticos

     A síndrome do ovário policístico (SOP) é um distúrbio endócrino complexo e heterogêneo. É caracterizada por disfunção ovariana, manifestada clinicamente por anovulação crônica, oligoamnorréia (ciclo menstrual irregular) , hiperandrogenismo, infertilidade e presença de ovários morfologicamente policísticos.
     A SOP tem sido frequentemente associada a desordens metabólicas, como síndrome metabólica e resistência à insulina, aumentando as chances de desenvolver diabetes, dislipidemias (alteração de colesterol e triglicérides) e com tudo isso, um risco aumentado para doenças cardiovasculares.
     O tratamento é multifatorial, individualizado para cada caso. Por exemplo, se a mulher é diagnosticada com SOP e além disso está acima do peso, o tratamento deve englobar não apenas os eventos ligados a síndrome, como também visar a redução do peso corporal.
     A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS - elevação da pressão arterial) é uma condição clínica multifatorial e constitui um dos principais fatores de risco cardiovascular. Sua relação com a SOP ainda não está bem esclarecida, mas um recente estudo pulicado na Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, concluiu que a frequência de mulheres com valores de pressão arterial  acima do limite da normalidade foi significativamente superior em mulheres com a SOP em relação ao grupo controle (mulheres saudáveis).
     Além disso, os valores elevados de pressão arterial se correlacionaram com outros fatores de risco cardiovascular. Isso é um grande alerta para a relevância de estratégias preventivas em mulheres com  a síndrome do ovário policístico, no sentido de evitar eventos mórbidos relacionados ao sistema cardiovascular.
       Portanto mulheres, vamos cuidar da nossa saúde, do nosso peso, do consumo de sal, sempre pensando em uma alimentação saudável, com prazer!!! Merecemos!
           
         Grande abraço
                   Viviane
            

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Dia Mundial do Combate a Hepatite

Vídeo interessante do Hospital Einstein com informações rápidas e de fácil entendimento sobre Hepatite.


Abraços...
Viviane

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Gengibre

O gengibre (Zingiber officinale) é uma planta herbácea originária da ilha de Java, da Índia e da China.

Como planta medicinal o gengibre é uma das mais antigas e populares do mundo. São muitas as propriedades terapêuticas. Entre elas: tratamento contra gripes, tosse, resfriado, náusea e uma pesquisa recente mostrou sua eficácia no alívio de dor de cabeça.

O estudo foi feito com pacientes norte-americanos que ingeriram 500 a 600 mg (aproximadamente um terco de uma colher de chá) de gengibre em pó misturado com água pura. Após 30-40 minutos, percebeu-se o efeito no alívio da dor de cabeça.  Uma receita fácil para aliviar as dores da enxaqueca é o chá de gengibre: 1 colher (chá) de gengibre ralado + 1 xícara de chá de água. Despeje o gengibre na água e ferva por cinco minutos. Coe. Você pode consumir o chá de manhã, de tarde e mais uma vez de noite.

Além de todas essas propriedades, o gengibre contém antioxidantes, que por sua vez melhoram a imunidade e previnem o envelhecimento precoce.

O gengibre também é considerado termogênico, com isso, ele consegue acelerar o metabolismo, contribuindo no processo de reução de peso. Mas lembre-se, para este efeito emagrecedor, sozinho não basta!!! É necessário a incorporação de hábitos saudáveis! O que ajuda muito é mastigar gengibre entre as refeições, além de ajudar no metabolismos, ajuda no controle da ansiedade para que está sempre com a necessidade de mastigar alguma coisa!!!

Aproveitem as propriedades do gengibre!!!

Grande abraço
Viviane

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Fast food

     Um restaurante de fast food quer "atacar" o Brasil. O restaurante, que diz ser contra franquia por acreditar que a qualidade do produto é reduzida, vê o Brasil como novo alvo de negócio.
     Tudo começa pelo nome do local: Heart Attack Grill (livre tradução: Grill do Infarto). Os clientes são os "pacientes", recebem um avental, tipo de hospital na entrada, as garçonetes são as "enfermeiras" e os pedidos são as prescrições médicas. O médico é o dono do restaurante. Os lanches podem chegar a ter 8  mil calorias, isso mesmo...oito mil! Outro absurdo é o lema da empresa: "o sabor pelo qual vale a pena morrer".
     Outro ponto colocado pelo dono se a favor do ganho de peso constante, já que, quem tem mais de 160kg, come de graça!!!
    
     Cada pessoa tem o direito de escolher o que quer comer e como quer viver. Mas acho um grande desrespeito esta atitude, já que enquanto, muitos se preocupam com a saúde, com o bem estar e qualidade de vida, esta "filosofia" coloca de maneira irônica a vida do ser humano.
     Não sou contra o consumo de hamburguer, sanduíche, enfim, guloseimas são gostosas! O que não concordo é que a vida seja feita disso, como se fosse normal.
     Ainda luto, e lutarei sempre pela educação, orientação e aconselhamento nutricional, promovendo hábitos alimentares saudáveis, e com muito prazer!!!

                Grande abraço a todos!
                          Viviane

sexta-feira, 8 de julho de 2011

É possível emagrecer neste frio?

        É só chegar o frio que "bate" aquela fome!!! O tempo todo pensando em comida. Dieta no inverno, nem pensar...só se for de engorda!!!
        Quem pensa assim...se engana!
        No inverno nosso metabolismo está mais acelerado, o que facilita perder peso. Isso acontece pois, é necessário manter a temperatura corporal, que resfria com a baixa temperatura, com isso, o trabalho do nosso organismo é maior. Esta é uma explicação bem popular, sem entrar em detalhes fisiológicos.
        Sendo assim, seria mais fácil emagrecer, já que nosso metabolismo está mais rápido. Porém, o que acontece é que, muitas pessoas se atrapalham nas escolhas alimentares. Nesta época muitos fogem das verduras, legumes e frutas, partindo para coisas quentes, com o intuito de aquecer. Só que nesta opção, acabamos ingerindo mais calorias do que vínhamos consumindo, e ainda assim, aliado a redução de exercício físico (muitos resolvem parar atividade física nesta época!). Com esta matemática, o resultado final não pode ser diferente: ganho de peso!
         A minha dica principal é que se mantenha a alimentação normalmente. Desta maneira você nem vai pensar muito no que comer...

         Dicas para conseguir manter a alimentação e os lanchinhos com fruta e iogurte, o consumo de salada, normalmente abandonados no frio:

        - inicie a refeição com a salada, para depois finalizar com o prato quente, ou então misture a salada com a comida;
        - prefira o consumo de legumes, pois eles podem ser consumidos quentes. Cozinhe os legumes na água ou no vapor, tempere no prato com azeite, e consuma ainda quente;
        - sempre depois de cada lanchinho com fruta ou iogurte, tome algo quente, como por exemplo, chá ou café, sem adição de açúcar. Prefira os chás sem cafeína, pois ela pode interfeir na absorção do cálcio, por exemplo;
       - substitua o iogurte por um copo de café com leite desnatado, sem adição de açúcar. O valor calórico será o mesmo;
      - para quem reduz o consumo de água no frio, também indico o consumo de chá, caso consiga ingerir sem adição de açúcar. Desta maneira o consumo é livre;
  
            Bom, espero que as dicas ajudem a desmistificar a redução de peso no inverno e, curta o frio!!!
            Aproveite a época com o que ela tem de mais bonita e elgante!
             
              Grande beijo
                     Viviane

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Refrigerantes

     Um estudo da Universidade do Texas e do Centro de Ciência Médica de San Antonio (EUA), apresentado na Conferência da Associação Americana de Diabetes mostrou que os refrigerantes dietéticos, apesar do sabor doce e da falta de calorias, podem ajudar a aumentar o peso de quem os consome.


     Segundo a pesquisa, as pessoas que consumiram o refrigerante dietético tiveram um aumento da circunerência abdominal. Este aumento de peso poderia ser pela presença do aspartame (adoçante artificial) que por sua vez tem sido relacionado ao aumento do apetite, fazendo a pessoa comer mais.
 
     O estudo precisa ainda de mais pesquisas complementares.
    
     Eu sempre digo que não é pelo fato do refrigerante dietético ser isento de calorias que pode ser consumido á vontade, e muitas vezes em substituição a água!
 
     Sempre explico que apesar de baixa caloria, o refrigerante pode conter substâncias consideradas anti nutricionais, afetando assim a disponibilidade de minerais importantes em processos metabólicos, e reponsáveis pelo equilíbrio do organismo.
 
     Além disso, pela minha experiência, pessoas adepatas aos produtos diets e lights muitas vezes se enganam, consumindo estes alimentaos em maior quantidade do que as versões tradicionais.
 
     Portanto, cuidado!!!
          Beijos
             Viviane