quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Emagrecimento...bicho de sete cabeças?

O alimento, além de nutrir, é sinal de afeto. Quando o bebê está chorando, suspeita-se em primeiro lugar de FOME. Então lhe é oferecido leite para saciar a fome, e neste momento já estabelecemos relação alimento/emoção. O bebê percebe que se chora, “ganha” comida. Claro que ele vai aprendendo (e os pais também) que o choro pode expressar diversos sentimentos, que não só o alimento. Para o bebê, “matar a fome” pode ser sinal de aconchego e carinho. Comer pode ser sinal de compensação, seja esta positiva ou negativa, prazer, raiva, enfim...

O tratamento para obesidade é muito complexo já que é considerada uma doença multifatorial (quer dizer que pode acontecer por vários fatores), portanto a escolha e o sucesso do tratamento, também não é tão simples!
Precisamos conhecer primeiro nossa relação com o alimento, que nem sempre é apenas saciedade. Afinal, por que comemos? Comemos porque estamos com fome, estamos tristes, alegres, comemorando alguma data especial? Pois é, percebe que não é tão simples?

Sempre aconselho o registro alimentar associado às sensações e emoções do dia, pois desta maneira, podemos conhecer melhor nossos hábitos. Pense antes de se alimentar. Identifique se você está comendo porque está com fome, vontade de comer ou por ansiedade. Comemos de maneira diferente em cada uma destas situações. Se você chegar a conclusão que é ansiedade, procure fazer outra atividade no lugar de comer! Vá escutar uma boa música, converse com os amigos, enfim...mude o vínculo!

Não crie metas impossíveis! “Perder 10 kg em uma semana!” é possível ganhar na mega sena sem jogar? Então... Isto pode gerar frustrações desnecessárias, ao passo que metas compatíveis com a situação, faz com que você valorize cada momento, cada conquista, sendo assim, sinta-se cada vez mais incentivada a continuar.

Reflita sobre sua real vontade de emagrecer. É realmente sua vontade ou dos outros? Temos o momento certo para começarmos e quem decide este momento, é você!
Emagrecer exige seu comprometimento. O profissional te ajudará, com certeza, porém o sucesso depende muito de você.

Antes de começar... Mude o pensamento!!! Não pense em DIETA! A palavra dieta passa a impressão de sofrimento, tratamento curto e resultado a curto prazo. Será que você nunca se pegou dizendo “faço dieta a vida inteira”. Pois é, não está na hora de parar de fazer dieta? Será que ela realmente está funcionando?

Comece a pensar em Reeducação Alimentar. O processo por ser mais lento, porém, com certeza mais efetivo.

Bom, hoje, só coloquei a cabeça de vocês para pensar!!!Nas próximas semanas vou colocar algumas técnicas comportamentais que podem ajudar na redução do peso. Porém, lembre-se sempre: procure um profissional pra que ele te ajude de maneira eficaz e personalizada nesta fase.

Grande beijo, até a próxima!

2 comentários: