quinta-feira, 28 de maio de 2009

Arroz

Vamos conhecer um pouco sobre o arroz... a base da nossa alimentação.

O arroz é classificado conforme o tamanho do grão em longo, médio ou curto. No momento da compra prefira o arroz de grãos longos ou médios e com a menor quantidade de quebrados. A cor dos grãos também é um indicativo de qualidade e, ao contrário do que às vezes se pensa, o arroz de grãos muito brancos é o que mais empapa, além de ter um valor nutritivo inferior. A cor pérola indica o melhor arroz.
A classificação numérica encontrada nas embalagens - Tipo 1 e Tipo 2 - determina a aparência e o grau de inteireza do grão de arroz. Em casa, o arroz deve ser mantido em recipiente bem fechado e armazenado em local seco e arejado. Para guardar o arroz já cozido, coloque-o em recipiente que feche hermeticamente e mantenha na geladeira.

Arroz Polido
Também conhecido como arroz branco, é o grão que foi descascado e polido, já sem importantes nutrientes. O grão curto e redondo tende a empapar quando cozido, não fica bom em pratos salgados, por isso é mais usado para fazer arroz-doce. O grão médio, com comprimento três vezes maior do que sua espessura pode ser usado em receitas salgadas ou doces, mas é especialmente indicado para o preparo de risotos.

Arroz Arbóreo
É um tipo polido, grão médio sendo ótimo para risotos. O grão longo é a escolha ideal para a maioria dos pratos salgados. Eles são de quatro a cinco vezes mais longos do que espessos. Quando cozido corretamente, fica leve e fofo, com grãos bem soltos. Ele concentra bastante amido, o que confere aquela consistência cremosa. Também tem uma incrível capacidade de absorver condimentos.

Arroz Parboilizado
A palavra parboilizado teve origem na adaptação do termo inglês parboiled, proveniente da aglutinação de partial + boiled, ou seja, "parcialmente fervido". O processo de parboilização baseia-se no tratamento hidrotérmico a que é submetido o arroz em casca, pela ação tão somente da água e do calor, sem qualquer agente químico, fazendo com que o nutrientes vão para dentro do grão. É devido a este processo que ele concentra vitaminas do complexo B, importantes para afastar doenças cardiovasculares. Suas vantagens são:
- Rico em vitaminas e sais minerais, devido ao processo de parboilização;
- Quando cozido, fica sempre soltinho;
- Rende mais na panela;
- Requer menos óleo no cozimento;
- Pode ser reaquecido diversas vezes, mantendo suas propriedades;
- Alto grau de higiene no processo de industrialização;
- Conserva-se por mais tempo.
O Brasil detém a tecnologia de parboilização mais avançada do mundo!

Arroz Integral
Este tipo mantém a camada externa do grão, o farelo. Além de conservar vitaminas do complexo B, contém fibras benéficas ao intestino.

Arroz Selvagem
Apesar do nome, não é arroz verdadeiro, mas sim uma gramínea aquática, com longas sementes escuras. Por ser caro, em geral é misturado ao arroz integral. Mais nutritivo e rico em proteínas, sais minerais e vitamina B do que o arroz comum. Bom acompanhamento para carnes e aves.

Arroz Negro
Ainda não é muito popular por aqui, embora seja conhecido na China há milhares de anos. Contém um pouco de ferro e, portanto, pode ser útil para afastar a anemia.

Arroz Patna
É o nome dado a uma variedade particular de arroz indiano, de grão longo.

Arroz Basmati
Outra variedade de arroz indiano longo, cultivado perto do Himalaia. Tem sabor peculiar e é o acompanhamento ideal para os pratos indianos.

2 comentários:

  1. composição em 100g de arroz patna?

    ResponderExcluir
  2. Olá! Pode considerar a mesma composição do arroz branco, ok?
    Qualquer dúvida, estou à disposição.
    Um abraço
    Viviane

    ResponderExcluir