Pesquisar neste blog

Carregando...

PRÊMIO TOP BLOG 2013

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Alguns efeitos do consumo de proteína no metabolismo energético

Uma pesquisa publicada na revista The American Journal of Clinical Nutrition mostrou que as proteínas exercem efeitos diferentes sobre o metabolismo energético, sobre a saciedade e glicemia.


As três refeições foram comparadas com uma refeição controle rica em carboidratos outra rica em gorduras. O objetivo era investigar como essas três proteínas podem influenciar no índice glicêmico e insulinemia.

Os participantes (23 no total) foram submetidos ao exame de calorimetria indireta que verifica o gasto energético de repouso. Depois, aleatoriamente receberam as refeições e controle e então o gasto energético de repouso medido novamente depois de cinco horas e meia após a refeição.

O efeito térmico foi maior com o consumo da refeição rica em whey protein, seguida da caseína e então da soja (Efeito térmico do alimento ou termogênese induzida pela dieta é a energia que o organismo gasta para digerir e absorver o alimento, que pode variar de acordo com a composição da dieta).

Com relação à taxa de oxidação de gorduras, novamente a refeição com whey protein se mostrou melhor, seguida da soja e então da refeição com carboidrato.

A glicemia também apresentou menor aumento com o consumo da whey protein (32%), enquanto que após o consumo de carboidrato, este aumento foi de 154%.

Analisando a saciedade, as refeições com caseína e soja tiveram um resultado melhor do que com whey protein. Este pode ser pelo fato da absorção da proteína whey ser mais rápida do que a da caseína e da soja.

Os autores concluíram que realmente o consumo de uma refeição rica em proteína tem um melhor efeito termogênico comparado aos carboidratos e gorduras, porém nunca tinha se avaliado as diferentes proteínas. Concluem também que não só as refeições ricas em proteínas possuem maior efeito térmico, mas também que o efeito térmico após o consumo de proteína do soro do leite (whey protein) foi significativamente maior do que após o consumo de caseína e soja, além do melhor controle glicêmico.

Portanto, minha conclusão é que as proteínas são importantes na alimentação. Observa-se pelo estudo que todas são benéficas, porém é importante também que exista equilíbrio entre os nutrientes, pois caso contrário, a função principal do nutriente pode ser desviada. Explicando melhor… o individuo que faz exercício físico, escuta que para “ganhar músculo” é preciso comer proteína. Esta afirmação não está errada, mas também não está totalmente certa, pois de nada adianta sobrecarregar no consumo de proteínas, se o carboidrato não está em quantidade adequada para fornecer energia. Lembre-se, sem carboidrato, a primeira fonte de energia são as proteínas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário